Mais Acessadas

Volante tenta acordo e afirma que Remo 'precisa de união'

Yuri foi contratado no início deste ano de 2016 e tenta renovação para 2017


Por: Redação ORM News Em 19 de outubro, 2016 - 17h05 - Série C

Foto: Oswaldo Forte

Ainda em busca de um acordo com a diretoria do Remo para quitar os atrasados referente à temporada de 2016 e tentar a permanência para o próximo ano, o volante Yuri avaliou a Série C do Leão como 'razoável' e afirmou que algumas das barreiras enfrentadas pelos azulinos é a falta de união e 'organização interna'.

Aos 27 anos, Yuri vestiu a camisa remista em 28 jogos e marcou três gols. Ele revelou que a intenção é a de permanecer no Baenão para 2017. 'Estamos, sim, negociando um acordo. Porém, nada foi fechado ainda. Tenho interesse em continuar no clube. O Remo me recebeu muito bem. Os funcionários me tratam super bem, a torcida é gigante e carrega o clube nos braços. O maior interesse em ficar é que o clube vem mais forte e preparado para o acesso em 2017', disse.

Para ter um futuro realmente promissor, porém, o clube precisa exterminar mazelas que assolam os seus bastidores há anos. Apesar de conviver com a realidade azulina por menos de um ano, o paranaense Yuri detectou os principais problemas do clube e disparou:

'O Remo necessita de organização interna. Ficou muitos anos sem calendário, muitas dívidas acumuladas durante os anos. Precisa de união das pessoas que comandam o clube. Melhorar a estrutura de treino. Estrutura, treino e alimentação não ganham jogo, mas ajuda. Então são vários fatores, vários detalhes que fazem um time campeão', frisou e completou: 'Mesmo assim fizemos uma Série C razoável, brigamos até a última rodada pela classificação'.

O primeiro passo para tentativa de mudança na gestão do Remo será no processoo eleitoral que o clube vive. O pleito está marcado para o dia 12 de novembro deste ano, na sede social remista, com as seguintes chapas: André Cavalcante/Marcos Lobato e Manoel Ribeiro/Ricardo Ribeiro.