Mais Acessadas

UMA FESTA DA SAUDADE: Este ano foi a vez de Ari, zagueiro

campeão brasileiro de 1991 pelo Paysandu ser o homenageado, em evento que reúne ex-atletas no primeiro sábado de dezembro, na Curuzu


Por: Nilson Cortinhas Da Redação Em 07 de dezembro, 2015 - 06h06 - Esporte

Gol salvador Ari marcou o terceiro tento contra o ABC, que classificou o Papão na Série B de 1991, na Curuzu - Ivan Duarte / Especial

“Aquele gol foi uma benção”, definiu Ari, zagueiro que tomou parte na campanha do Paysandu na conquista do primeiro título de campeão brasileiro, em 1991. Ari foi o principal homenageado no já tradicional evento que se realiza todo ano no primeiro sábado do mês de dezembro, desde 1980, no estádio da Curuzu, e reúne jogadores que marcaram época no clube. Foi a confraternização dos ex-atletas do Paysandu, iniciativa do Grupo de Antigos Atletas e Amigos do Paysandu, sob a coordenação do ex-jogador Beto.

A realização dessa tradicional confraternização é assegurada no Paysandu através de ata do Conselho Deliberativo, desde 1998, quando da gestão do presidente da diretoria, Ricardo Rezende.

Assim, já foram homenagedos ao longo dos anos, Willy, Moreira, Bené, João Tavares, Edson Piola, Antonio Piola, Almir, Manuel Maria, Paulo Robson, Cacaio, Jerson, Dadinho, Gino, Marcão, Luis Fernando, Pinho e Chico Spina. Sábado último foi a vez do ex-zagueiro Ari.

Para ler a matéria completa, assine O Liberal Digital!