Travesti é vítima de homicídio no bairro do Benguí

O crime já está sendo investigado pela Polícia Civil. Por enquanto, não há pistas sobre os assassinos


Por: Redação ORM News com informações de Nathana Simões (O Liberal) Em 05 de maio, 2016 - 20h35 - Polícia

Foto: Reprodução

Uma travesti foi assassinada na tarde desta quinta-feira (5), por volta das 13h, na Passagem Valdir Acatauassu Nunes, no bairro do Benguí, em Belém. A vítima utiliza o nome social de Letícia Silva e tinha 22 anos. Ela tinha envolvimento com o tráfico de drogas e pode ter sido morta por causa de uma "disputa de território" no comércio de entorpecente.

De acordo com o chefe de operações da Delegacia do Bengui, o investigador Sena, a vítima estava próximo de casa, quando dois homens em uma motocicleta se aproximaram. O carona efetuou disparos de arma de fogo em direção a vítima. Ela foi socorrida por familiares, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu quando estava a caminho do hospital.

Em depoimento à polícia, uma tia dela, explica que escutou os tiros, e por curiosidade olhou pela janela e percebeu que a sobrinha tinha sido ferida. "Ela disse que a vítima já estava muito mal, colocando muito sangue pela boca, os parentes desesperados colocaram num carro particular e tentaram socorrer, mas no caminho ele não resistiu e morreu", explica o investigador.

O crime já está sendo investigado pela Polícia Civil. Por enquanto, não há pistas sobre os assassinos.