Mais Acessadas

Temer diz que não renuncia

Lava jato - Temer negou envolvimento em trama para comprar silêncio de Cunha


Em 19 de maio, 2017 - 06h00 - Poder

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou ontem a abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer com base na delação dos acionistas da JBS e de uma conversa gravada pelo empresário Joesley Batista com o peemedebista, em março, no Palácio do Jaburu. A colaboração premiada dos irmãos Joesley e Wesley Batista já foi homologada por Fachin. A divulgação de conteúdos do acordo jogou o governo Temer na sua mais profunda crise pouco mais de um ano depois de o peemedebista assumir o Palácio do Planalto após o impeachment de Dilma Rousseff. Diante de especulações sobre sua permanência no cargo, o presidente precisou fazer no meio da tarde um pronunciamento público ao País para afirmar que não vai renunciar. "Não renunciarei. Repito: não renunciarei", disse, exaltado. Temer negou envolvimento em uma trama para "comprar" o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que cumpre prisão preventiva em Curitiba. "Não comprei o silêncio de ninguém."

Para ler a matéria completa, assine O Liberal Digital!