Mais Acessadas

Tartaruga resgatada passa por cirurgia

O animal está com uma inflamção no osso e será preciso a amputação de uma das nadadeiras


Por: Redação ORM News com informações de assessoria Em 16 de janeiro, 2017 - 15h03 - Amazônia

A tartaruga que foi resgatada pelo Corpo de Bombeiro no dia 07 de janeiro, em Ajuruteua, e em seguida encaminhada para a Universidade Federal Rural da Amazônia através do projeto Bioma (Grupo de Pesquisa em Biologia e Conservação de Mamíferos Aquáticos da Amazônia) passou hoje, 16, por cirurgia para amputação de uma das nadadeiras. 

A tartaruga mede cerca de 90cm e pesa 34kg. A equipe de cirurgiões da universidade tenta fazer a extração do membro do animal, que está com osteomielite (inflamação no osso). Por enquanto, não há previsão de término da operação.

De acordo com informações do Bioma, das cinco espécies de tartaruga marinha do Brasil, quatro estão registradas na região Amazônica. 

O animal vai permanecer na universidade para recuperação e nutrição nesse período pós-cirúrgico, sendo acompanhada pela equipe de médicos veterinários da UFRA e do Bioma. "O estado do animal será avaliado, para verificar como pode ser feita a reabilitação, se ele pode voltar à natureza ou não, e se é mais viável encaminhá-lo para algum centro de reabilitação de tartarugas marinhas no Brasil", disse a coordenadora do ambulatório de animais selvagens da UFRA, Ana Silvia Ribeiro. 

O ambulatório de animais selvagens da UFRA recebe animais encaminhados pelos órgãos de fiscalização e pesquisa, como o Batalhão da Polícia Ambiental, Museu Goeldi e projeto Bioma.