Mais Acessadas

Semi pode ser antecipada

A pedido de emissora que detém direito de transmissão, jogo do Remo contra o Botafogo-SP pode passar para sexta


Em 20 de outubro, 2015 - 01h30 - Esporte

A diretoria do Clube do Remo está esperando uma decisão da Confederação Brasileira de Futebol e da empresa que detém os direitos de transmissão do Brasileiro da Série D sobre a possibilidade de antecipar o jogo de domingo, 25, contra o Botafogo-SP, para a sexta-feira, 23,  à noite. A mudança seria realizada para atender a um pedido da emissora, que pretende transmitir a partida para todo o Brasil. A decisão a respeito da antecipação deve sair ainda hoje. 

A reapresentação azulina estava prevista para amanhã pela manhã. Todavia, caso a CBF antecipe o jogo com o Botafogo, de Ribeirão Preto, para sexta-feira, os jogadores podem começam a treinar a partir de hoje. Do elenco somente o goleiro Fernando Henrique viajou para Fortaleza (CE) para visitar familiares. Deve chegar hoje à noite a Belém.

Para o jogo de ida com os alvinegros de Ribeirão Preto, o Leão Azul não contará com o meia Eduardo Ramos e com o lateral Levy, suspensos pelo cartão amarelo. Cacaio tem Gabriel que ainda não atuou neste campeonato e Ilaílson para a posição. E no meio tem Juninho e Edicleber para o lugar do artilheiro Eduardo Ramos. 

O lateral esquerdo Alex Ruan foi julgado pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e por conta da expulsão sofrida na decisão das oitavas de final, contra o Palmas (TO), no Mangueirão, em Belém, e está liberado para jogar já no primeiro confronto contra o Botafogo de Ribeirão Preto (SP), pela semifinal da competição.

O jogador, de apenas 22 anos, foi punido com apenas uma partida de suspensão, que foi cumprida no primeiro jogo do duelo com o Operário (PR), em Ponta Grossa (PR). Mateus Müller, de 19 anos, assumiu a posição e vem se consolidando como titular.

Alex Ruan passa a ser opção para Cacaio, que não poderá contar com o meia Eduardo Ramos e nem com o lateral direito Levy para este primeiro jogo contra o Botafogo paulista. O segundo jogo da decisão será em Belém. As datas e horários seguem indefinidos.

River conquista a última vaga na semifinal

Com o empate entre River e Lajeadense, por 1 a 1, na noite de ontem, no Estádio Alviazul, em Lajeado, os quatro novos integrantes do Campeonato Brasileiro da Série C estão definidos. Como havia vencido o jogo de ida, por 3 a 0, o clube piauiense ficou com a última vaga, com quatro pontos. Também conquistaram o acesso: o Botafogo-SP que vai pegar o Remo e o Ypiranga que vai enfrentar o River.

Todos estão confirmados na semifinal da Série D, inicialmente com data-base nos dias 25 de outubro e 1.º de novembro, mas que devem ser ajustadas, nesta terça-feira, pelo departamento de competições Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para atender os interesses das emissoras de televisão.

Curiosamente, o River bateu o Lajeadense e consequentemente conquistou o acesso no dia do aniversário do Estado do Piauí, que completou 193 anos, e enfrentará o Ypiranga na semifinal. O Botafogo, por sua vez, passou pelo São Caetano para conquistar o acesso, enquanto o Remo derrotou o Operário e o Ypiranga eliminou a Caldense nas penalidades máximas.

Torcida fez a tradicional festa no Veropa

A torcida azulina não cansa de comemorar o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro e o fim da penitência do Remo que deixou a Série D, após sete anos de sofrimento. Na manhã de ontem, houve grande manifestação na feira livre do Ver-o-Peso com a presença de Agnaldo de Jesus, o auxiliar-técnico de Cacaio. 

A vitória de 3 a 1, sobre o Operário, além da classificação rendeu ao Leão Azul o maior público da Série D de 2015. Cerca de 31.681 pagantes compareceram ao Mangueirão. O acesso e recorde nas arquibancadas ganharam um sabor especial para os fanáticos torcedores do Remo. De acordo o site do Sr. Goool, o Leão ultrapassou o eterno rival Paysandu, no ranking agrupado de público das Séries A, B, C e D do Brasileirão. Agora, o Remo tem média de pagantes superior ao seu rival no futebol paraense.

O Remo, em seis partidas como mandante - sendo que atuou três vezes no Mangueirão e três vezes na Arena Verde, em Paragominas -, apresenta média de 15.136 fãs e público total de 90.816 apaixonados. O Paysandu, por sua vez, realizou uma partida na Curuzu e 15 no Mangueirão. A média de público bicolor é de 14.780 torcedores e público total de 236.482 apaixonados.

Se o Remo tem a melhor média de público da Série D, o Paysandu ocupa a vice-liderança na Série B. No ranking geral das quatro divisões do Brasileirão, o Leão aparece na 15ª posição, enquanto o Papão está logo atrás, na 16ª colocação. O Remo é dono dos três maiores públicos da Série D e o Paysandu tem o 5º maior público da Série B. 

Leia a matéria completa no Amazônia, já nas bancas.