Mais Acessadas

Reunião define rumos para o Rainha das Rainhas 2018

Algumas regras de participação foram alteradas para a 72ª edição do concurso


Por: Portal ORM Em 18 de dezembro, 2017 - 13h01 - Rainhas

O regulamento do concurso Rainha das Rainhas 2018 começou a ser discutido na noite desta segunda-feira (18) com os clubes participantes no auditório da sede do jornal O LIBERAL, localizado na avenida Romulo Maiorana. O Rainha das Rainhas é o maior concurso de fantasia e beleza do Norte e Nordeste chegará a sua 72ª edição no próximo ano com a realização das Organizações Romulo Maiorana (ORM). No total 19 clubes participaram da primeira reunião. O evento será realizado na sexta-feira anterior ao Carnaval, no dia 2 de fevereiro, no Hangar – Centro de Convenções.

Dentre os assuntos discutidos estiveram as datas de apresentação das candidatas, novas participações, espaço dos camarins, melhorias para o dia do evento, critérios de avaliação e requisitos para participação. Os jurados convidados deverão avaliar os quesitos fantasia, coreografia e beleza. Todas as mudanças para o próximo ano foram discutidas e aprovados pelos representantes dos clubes. Os clubes aprovaram por aclamação que as candidatas deverão ter no mínimo 18 anos completos e no máximo 28 anos para inscrição. Os clubes ainda terão alguns dias para encaminharem sugestões por e-mail.

De acordo com o diretor de marketing das ORM, Guarany Júnior, as mudanças são discutidas para que sempre haja melhorias no concurso como maior visibilidade nos veículos de comunicação para as candidatas do concurso. As apresentações das candidatas estão programas para começarem a partir do dia 8 de janeiro de 2018. As datas ainda serão fechadas. “O mais importante foi o envolvimento dos clubes que vão participar do Rainhas em alguns pontos como horário de apresentação, camarins, desfile, regulamento focando em beleza, fantasia e coreografia, limite de peso e fantasia. Acho que as Organizações Romulo Maiorana demonstram mais uma vez sua maturidade na relação com os parceiros. Foi uma reunião com o quórum extraordinário, em as pessoas puderam se manifestar e expressar, puderam falar sobre seus pontos de vistas e o mais importante puderam sair com uma visão convergente em respeito a muitas coisas sobre o Rainhas”, avaliou.

O diretor das ORM pediu a colaboração dos clubes para colaborar com a segurança do concurso para que não haja falsificação de credenciais, na pontualidade das equipes no dia do evento e na entrega de documentação das candidatas no prazo. No total o regulamento para o próximo ano tem 60 itens.

“Acho que vamos ter sim um grande evento que mais uma vez será de participação da família e eu percebi nos estilistas, nos coreógrafos e dirigentes presentes muito entusiasmo. Percebi uma vontade de ganhar e acertar e de cada vez mais fazer do Rainha das Rainhas não só um evento de Carnaval, mas um evento de entretenimento, lazer e de empregabilidade formal e informal”, falou Guarany Júnior. Uma nova reunião será realizada para fechar o regulamento na primeira semana de janeiro.