Mais Acessadas

Remo esclarece caso de suposto doping de lateral esquerdo

Jackinha foi um dos sorteados para o exame antidoping no último Re-Pa com constatação de corticóide em seu organismo


Por: Redação ORM News Em 07 de abril, 2017 - 11h11 - Parazão

Foto: Akira Onuma / O Liberal

Os bastidores do Remo foram aquecidos com um susto e tanto, na manhã desta sexta-feira (7). O lateral esquerdo, Jackinha, teria sido suspenso por 30 dias por doping. A informação, porém, foi negada pelo clube e pela coordenação da Comissão de Controle de Doping da CBF. O atleta segue confirmado para a partida deste sábado (8), às 16h, contra o Paragominas, na Arena Verde.

Jackinha foi um dos jogadores sorteados no último Re-Pa, dia 26 de março, para passar por exame antidoping. No entanto, o atleta havia recebido, há menos de uma semana, corticóide durante o tratamento para sanar a caxumba. 

Através da assessoria de imprensa do clube, os médicos Samuel Bentes e José Carlos garantiram que 'o clube cumpriu todos os protocolos exigidos pela CBF, notificando os responsáveis em documento oficial antes da partida, com a apresentação de laudos de um especialista justificando o uso do medicamento'.

A reportagem do Portal ORM News entrou em contato com o Coordenador geral da Comissão de Controle de Doping da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) no Pará, José Guataçara, que contou não ter recebido qualquer notificação oficial acerca dos resultados do exame em Jackinha. 'Nós somos responsáveis por fazer apenas o exame e enviar. Não tivemos qualquer resposta acerca de resultado. Quando é constatado algo e isso não é feito dentro da legalidade, o clube do jogador em questão é acionado.'

O Remo afirmou não ter recebido qualquer notificação a respeito e, no final desta manhã, o jogador, portanto, foi confirmado na delegação que vai a Paragominas para a última rodada da fase classificatória do campeonato paraense. O confronto entre Jacaré e Leão será transmitido lance a lance pelo Portal ORM News.