Protestos na Venezuela deixam mais um morto

Homem de 32 anos foi baleado na terça-feira. Neste dia, populares jogaram pedras e ovos contra o presidente Nicolás Maduro.


Por: O GLOBO Em 13 de abril, 2017 - 12h29 - Mundo

Manifestantes agridem pessoa não identificada durante protesto desta segunda em Caracas (Foto: REUTERS/Christian Veron)

Um homem de 32 anos morreu na madrugada desta quinta-feira (13) depois de ter sido baleado durante uma manifestação contra o presidente Nicolás Maduro na terça-feira (11), tornando-se a quinta vítima destes protestos, informou à agência France Presse uma fonte da promotoria.

"Efetivamente, morreu nesta madrugada [no estado de] Lara", afirmou o funcionário, que pediu o anonimato.

O deputado opositor Alfonso Marquina, que representa a entidade no Congresso, escreveu em sua conta no Twitter: "mais uma vítima da ditadura".

A transmissão de um desfile militar na Venezuela foi interrompida nesta terça-feira (11) quando populares lançaram ovos e pedras contra o carro que transportava o presidente Nicolás Maduro.

Maduro - que usava a faixa presidencial - estava a bordo de um Jeep militar do aeroporto de San Félix, no Estado de Bolívar, ao final de uma cerimônia transmitida em rede nacional de TV, quando as imagens mostraram sua segurança tentando evitar que o presidente fosse atingido por uma chuva de objetos.

Em seguida, Maduro apareceu retirando algo do cabelo e segundo as redes sociais, o presidente foi alvo de ovos e pedras.