Mais Acessadas

Preso acusado de participação em assalto a hotel

Homem faz parte do bando que invadiu hotel em construção e roubou os trabalhadores e o proprietário do empreendimento


Por: Redação ORM News com informações de O Liberal Em 13 de março, 2017 - 21h09 - Polícia

Foto: Cláudio Pinheiro

A Divisão de Repressão a Furtos e Roubos prendeu nesta segunda-feira (13) Dhonny Lee Silva da Paixão, 29 anos. Ele é suspeito de integrar o bando que invadiu um hotel ainda em construção e roubou os trabalhadores da obra e o proprietário do empreendimento. Ao todo, cinco pessoas cometeram o crime, que ocorreu no bairro do Umarizal. Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança. 

O caso ocorreu no dia 13 de janeiro e, hoje, um dos suspeitos foi preso. Além dele, a polícia tinha conseguido identificar Cássio Patrick Lopes Soares, mas o homem morreu durante um confronto com policiais militares no último dia 12 de fevereiro. Dhonny Lee já responde a um processo por roubo, e Cássio também respondia a um processo criminal. 

As investigações sobre o caso permanecem, já que ainda há outros três suspeitos que continuam sendo procurados pela polícia. Dos que estão sob investigação a polícia sabe os apelidos de dois: "Marex" e "Satanás".

A prisão de Dhonny ocorreu nesta tarde. Ele estava em casa, no conjunto Carmelândia, em Belém. Em depoimento ele confessou envolvimento no assalto. O homem ainda afirma que foi convidado por Cássio para praticar o crime. Já em relação aos outros integrantes do bando, ele disse que eles eram amigos de Cássio, mas não os conhece. 

O delegado Thiago Dias, da divisão especializada e vinculada a Divisão Repressão ao Crime Organizado, explica que o bando, primeiro, roubou uma van do transporte alternativo e se deslocou até o hotel.

O empreendimento estava na fase final de acabamento e, por isso, já tinha televisores instalados, que eles decidiram não levar. Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança, que contribuíram para a identificação de parte do bando. 

De acordo com a polícia, Dhonny e Cássio desceram da van, entraram na obra e anunciaram o assalto. Os criminosos conseguiram roubar R$ 8.500 do dono do hotel. O valor era referente ao pagamento dos trabalhadores da obra, além de pertences pessoais dos trabalhadores. "Eles fizeram uma tortura psicológica nas vítimas antes de fugirem", explica o delegado Thiago Dias.