Mais Acessadas

Portos paraenses movimentam 3 bilhões de cargas no Pará

4º Anuário 2016/2017 dos Operários Portuários será lançado nesta sexta-feira (10).


Por: Redação ORM News com informações da assessoria Em 09 de março, 2017 - 11h11 - Economia

No acumulado dos últimos quatro anos, os portos públicos paraenses movimentaram 3 bilhões de reais de cargas, mais de R$ 670 milhões de reais somente no ano de 2016.  Mesmo num ano difícil em diversos segmentos da economia, o que impactou diretamente na diminuição do volume de importação exportação, os portos de Vila do Conde, Miramar, Santarém, Belém e Outeiro movimentaram mais de 19 milhões de toneladas de produtos, principalmente de alumínio, animais vivos, caulim e produtos químicos inorgânicos.

Foto: Divulgação

Os dados foram compilados pelo Sindicato dos Operadores Portuários (Sindopar) e estão no 4º Anuário dos Operadores Portuários do Estado do Pará, que será lançado nesta sexta-feira (10) na Fábrica 242. Desta vez, a publicação trará os dados da movimentação de cargas no ano passado e dos últimos quatro anos ao lado de reflexões feitas por especialistas, autoridades e acadêmicos. “Entre tantas opiniões, pode-se dizer que os entrevistados são unânimes em relação ao talento do Pará para o transporte de cargas hidroviário e de sermos uma solução logística para o país”, afirma Alexandre Carvalho, presidente do Sindopar.

De acordo com Carvalho, a publicação contribui para atrair investimentos e mostrar a importância das atividades portuárias na economia paraense. “Nós nos esforçamos para trazer informações que deixam mais transparente o trabalho realizado nos portos, que geram riquezas e rendas no Pará. Acreditamos que o Pará pode se tornar o principal corredor logístico do país, mas para isso é necessário muito trabalho e esforço, e a sociedade tem papel fundamental nesse processo”, disse o presidente da entidade.

Assuntos como o desenvolvimento do Arco Norte, a importância da implementação de obras de infraestrutura e à segurança na navegação permeiam a literatura. O livro bilíngue também apresentará em gráficos a movimentação de cargas nos portos paraenses, que teve uma queda de 13%, já aguardada no último ano devido a situação macroeconômica do país.

Além de dados, a publicação também marca o lançamento do Movimentometro, novo mecanismo que informará em tempo real o volume de carga movimentado a cada minuto, e que estará disponível no endereço eletrônico do sindicato.