Mais Acessadas

Parceria visa ampliar rede de internet na região Norte

Representantes do governo discutiram as ações do programa "Norte Conectado".


Por: Redação ORM News com informações da assessoria Em 12 de abril, 2017 - 19h07 - Tecnologia

Foto: Ascom Prodepa

Nesta quarta-feira (12), o presidente da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa), Theo Pires; o presidente do Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap), Lutiano Costa; e o Coronel Fidelis, do 41º Centro de Telemática do Comando Militar do Norte (CMN) estiveram reunidos para discutir as ações do programa 'Norte Conectado'. O encontro foi realizado na sede da Prodepa.

Para o presidente da Prodepa, Theo Pires, o projeto de utilizar as fibras cedidas ao Governo do Estado para iluminar não só o estado do Pará, mas o Comando Militar do Norte vai ao encontro da política que o governo do Estado tem de apropriar o uso de infovias, seja de infraestrutura própria como de infraestrutura de terceiros. Este é o caso da fibra da Isolux, no sentido de viabilizar pontos de presença da rede governamental na maior quantidade possível de municípios, principalmente naqueles mais difíceis de serem atingidos, como é o caso da Calha Norte.

No modelo de parceria, no caso específico com o Exército Brasileiro, dentro do programa Norte Conectado, e com o governo do estado do Amapá, a rede ultrapassa o limite geográfico do estado do Pará, atendendo o estado vizinho. “É sempre interessante que se consiga disponibilizar a tecnologia para que, não só a população do estado do Pará tenha uma melhoria nos serviços de comunicação, acesso à internet, e também no serviço de telefonia, mas que o estado do Amapá também possa usufruir deste modelo, dentro do seu limite geográfico”, declarou Theo Pires. A expectativa é integrar os três agentes públicos buscando o uso efetivo dessa estrutura, dessa fibra óptica, em toda a sua extensão.

O presidente da Prodap, Lutiano Costa, destaca a importância da reunião para o avanço tecnológico dos estados do Pará e Amapá, com a troca de experiências constante. “Com a efetividade do projeto, termos um avanço, além de tecnológico, social e muito mais até econômico para o estado do Amapá, onde o valor da internet ainda é acima da média, até da região Norte”, disse Lutiano, que aproveitou a visita para conhecer alguns cases específicos como a rede metropolitana de fibra óptica do estado do Pará. “A rede metropolitana de fibra óptica do estado do Pará é referência, como estamos começando a expandir a nossa rede, é interessante conhecer a experiência do Pará. A parceria vai trazer vários benefícios, e o maior deles é a redução de custos com contratação de internet”, concluiu.

A expectativa do CMN é levar internet, uma conectividade de qualidade para a Brigada da Foz que vai funcionar a partir de janeiro de 2018 e ao 34º Batalhão de Infantaria de Selva. “Esperamos melhorar a conectividade por intermédio do acordo com a Prodepa, que é nossa parceira já há mais de cinco anos, que tem prestado excelente apoio ao Exército Brasileiro. Queremos melhorar a conectividade das nossas organizações militares e contribuir também com o estado do Pará”, afirmou o Coronel Fidelis.