Mais Acessadas

Paraense de regata voltará a ter 4 clubes após quase 40 anos

Competição começará neste domingo (26), com Paysandu, Remo e Guajará, além da Tuna Luso que voltará a participar após dois anos de inatividade


Por: Redação ORM News Em 20 de março, 2017 - 18h51 - Esportes Aquáticos

Enquanto os amantes do futebol aguardam pelo Re-Pa pelo campeonato paraense, sobre o gramado do Mangueirão, os apaixonados pela regata estão ávidos pelo início do estadual da modalidade, na baía do Guajará, em Belém, ambos marcados para este domingo (26). O detalhe é que a competição de remo voltará a ter quatro clubes em disputa após quase 40 anos, são eles: Paysandu, Remo, Guajará e Tuna.

Foto: Ary Souza / O Liberal

O retorno da Águia Guerreira é comemorada pelo presidente da Fepar (Federação Paraense de Remo), Luciel Caxiado: 'É uma alegria muito grande. Fizemos de tudo para que isto acontecesse, porque a Tuna é tradição. Foi o primeiro clube de regata do Pará e estava há dois anos sem correr. Precisávamos dela de volta', falou.

Com a presença da cruz de malta na baía, o campeonato estadual da modalidade voltará a ater quatro clubes após quase quatro décadas. 'Isso é uma conquista! A última vez que tivemos um campeonato com quatro clubes foi no final da década de 70, quando existia a Recreativa Bancrévea. A partir de 80, ela sumiu e ficaram só Paysandu, Remo e Tuna. Em 2015, foi a vez da Tuna sair e surgiu o Guajará. Desta vez, Tuna e Guajará correrão com Remo e Paysandu. Isso é ótimo para o esporte!', festejou Luciel.

Mas o objetivo é aumentar ainda mais a quantidade de participantes na competição. 'Já fui ao Bancrévea para oferecer apoio da Federação para que eles possam voltar a correr. A Assembleia Paraense também chegou a ensaiar a formação de uma equipe. Agora, estamos fazendo um trabalho específico para universidades. Ter clubes de universitários é algo comum fora daqui e podemos fazer também. Além de tudo isso, é importante deixar claro que pessoas podem se reunir para montar um grupo de remo e competir. A legislação permite isso!', incentivou.

Além do retorno tunante, o campeonato deste ano também terá outra novidade. Trata-se da arbitragem, que deixou de ser de responsabilidade da Fepar. Uma diretoria independente de arbitragem de regata foi montada para assumir a função. Ao todo, o campeonato terá cinco regatas, sendo a primeira neste domingo (26), a partir das 7h, na Baía do Guajará, na Estação das Docas. Depois, seguirá pelos dias 7 de abril, 4 de junho, 2 de julho e 10 de setembro.