Mais Acessadas

Papão passeia diante do São Francisco e vira líder do grupo

Leandro Carvalho, Bérgson e Alfredo marcaram os gols do Paysandu


Por: Redação ORM News Em 15 de fevereiro, 2017 - 22h25 - Parazão

Da condenação à redenção! Esse é o clima do Paysandu após sair da lanterna para a liderança do grupo A1 do campeonato paraense.  A subida aconteceu graças à vitória por 3 a 0 sobre o São Francisco, na noite desta quarta-feira (15), na Curuzu, em um jogo atrasado da terceira rodada da competição.

Foto: Akira Onuma / O Liberal

O Papão entrou com nova formação e nova postura. Mais ofensivo, o Bicola converteu três das várias oportunidades criadas. O primeiro gol saiu aos 26 minutos, com Bérgson. Aos 39, foi a vez de Leandro Carvalho - um dos destaques do Papão na partida - marcar e, já no segundo tempo, ainda no primeiro minuto, Alfredo fechou a conta.

O resultado deixou o Paysandu na liderança do grupo A1, com os mesmos seis pontos do Paragominas e do São Raimundo, mas com vantagem por ter feito mais gols que os demais. Ao todo, foram sete do Bicola, cinco do Jacaré e quatro do Pantera.

Na próxima rodada, o Papão será o visitante no confronto contra o Águia, mas a partida será no Mangueirão, em Belém, às 20h, neste sábado (18). Já o São Francisco volta a Santarém para encarar o São Raimundo, no clássico Ra-Fran, às 18h deste domingo (19), no Colosso do Tapajós, em Santarém.

1º tempo: Paysandu a mil por hora e São Francisco acuado

A proposta de colocar o Paysandu com um espírito mais ofensivo deu certo. O Paysandu sufocou o São Francisco no primeiro tempo do confronto e abusava com as investidas de Leandro Carvalho, contando com o apoio de Ayrton e a presença de Alfredo. Mas a primeira grande oportunidade saiu quando o foco passou para o lado esquerdo do Bicola. Wilian Simões disparou pela canhota e cruzou na área. Alfredo apareceu entre os zagueiros e cabeceou como manda a cartilha do centroavante (mandando a bola contra o gramado), mas a redonda acabou quicando muito forte no solo e encobriu o gol defendido por Labilá.

Aos 22, Labilá teve de sujar o uniforme. Leandro Carvalho recebeu na direita, driblou para o meio, ajeitou para a canhota e chutou no canto. Labilá interviu. Três minutos depois, no entanto, não teve jeito para os franciscanos. Leandro Carvalho recebeu na ponta direita e chutou cruzado. Alfredo deixou ela passar e Bérgson apareceu para empurrá-la para a rede. Papão 1 a 0.

Aos 28, Alfredo deixou o espírito de garçom para tentar deixar o dele. Ele recebeu na entrada da área, driblou três marcadores, entrou na área e chutou para grande defesa do camisa 1 do Leão santareno. Aos 37, Alfredo voltou a mostrar habilidade, saindo de dois defensores e chutando forte. Labilá espalmou e Bérgson, flagrado em impedimento, tocou para a rede. Gol anulado.

 Foto: Akira Onuma / O Liberal

Naquela ocasião, o São Francisco tentava o contra ataque, mas sem êxito. Foi quando o Paysandu deu aula. Ricardo Capanema cortou um ataque santareno e mandou para Leandro Carvalho, que disparou pela direita, deixou He-Man para trás, passou por Marcos Alemão e chutou de canhota no cantinho de Labilá para ampliar. Papão 2 a 0. Já aos 40 minutos, um erro de passe do São Francisco originou uma estocada de Bérgson, que saiu em velocidade pela esquerda e chutou uma pancada. A bola saiu pela linha de fundo e Labilá só a observou. 

2º tempo: Papão faz o placar o administra

O Paysandu saiu com a bola no segundo tempo, disparou pela direita e ganhou o escanteio. Ayrton cobrou na cabeça de Alfredo, que, sem marcação, desviou para a rede e fez o terceiro gol do Bicola na partida.

Foto: Akira Onuma / O Liberal

O gol desmontou o São Francisco, que, apesar de uma tentativa de mudança na postura ofensiva, seguiu esbarrando na boa atuação da dupla Wesley e Ricardo Capanema, à frente da zaga do Papão. A chance franciscana só apareceu aos cinco minutos, quando Fábio Paulista cobrou falta da intermediária e jogou a redonda muito perto do ângulo direito de Emerson.

Aos 15 minutos, Pablo apareceu na área para completar uma falta em forma de cruzamento de Ayrton. O zagueiro mergulhou sozinho na pequena área e mandou a redonda muito perto da trave esquerda de Labilá. O árbitro, porém, havia marcado o impedimento - inexistente!

O Paysandu tirou o pé do acelerador e o Leão mocorongo aproveitou. Aos 18, Rodrigo Santarém recebeu a bola na frente da área bicolor, saiu da marcação e só parou porque Perema jogou a redonda pela linha de fundo. A resposta dos donos da casa também foi com uma jogada individual. Bérgson saiu de dois na entrada da área e chutou forte, mas para fora.

Já aos 46 minutos, Ricardinho teve a chance de fazer o gol de honra dos santarenos na partida. Ele recebeu a sobra de uma dividida na frente da área do Papão, dominou, carregou e chutou para a boa defesa de Emerson.

Ficha técnica (Paysandu 3 x 0 São Francisco)

Paysandu - Emerson; Ayrton, Pablo, Gilvan (Perema) e Wilian Simões; Ricardo Capanema, Wesley e Daniel Sobralense (Diogo Oliveira); Bérgson, Alfredo (Aslen Kelvin) e Leandro Carvalho. Técnico: Marcelo Chamusca

São Francisco - Labilá; Charles, Marcos Alemão e Cláudio He-Man; Helinho (Michael), Murilo, Rodrigo Santarém, Caçula e Sousa; Thiago Marabá (Fabinho) e Fábio Paulista (Ricardinho). Técnico: Walter Lima

Gols: Bérgson 26'/1ºT, Leandro Carvalho 39'/1ºT e Alfredo 1'/2ºT (Paysandu)

Cartões amarelos: Leandro Carvalho (Paysandu); Marcos Alemão, Cláudio He-Man, Helinho e Thiago Marabá (São Francisco)

Local: Curuzu (Belém/PA)

Data: 15/02/2017

Hora: 20h30

Árbitro: Andrey da Silva e Silva

Auxiliares: Márcio Gleidson Correia Dias e Heronildo Sebastião Freitas da Silva

Público: 4.406 (1.327 pag., 2.099 sócios e 980 cred.)

Renda: R$ 50.820,00