Mais Acessadas

Órgãos e entidades se mobilizam para ato público

A manifestação ocorrerá em vários estados com o objetivo de chamar a atenção da sociedade diante das ameaças aos direitos sociais.


Por: Redação ORM News Em 23 de março, 2017 - 14h02 - Pará

Um ato público está sendo organizado por juízes, advogados, procuradores, servidores do Judiciário, sindicatos e entidades da sociedade civil, para o próximo dia 31 de março, às 9h, em frente à sede do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT/PA), na Praça Brasil.

A mobilização ocorrerá em vários estados do país e tem a finalidade de chamar a atenção da população para os relevantes serviços prestados pela Justiça do Trabalho à sociedade, atuando na pacificação de greves e no equilíbrio na relação entre capital e trabalho, visando à efetividade dos direitos sociais em sintonia com a necessária preservação da atividade econômica. Além disso, o ato pretende alertar para a constante ameaça de fragilização da Justiça do Trabalho e dos direitos sociais, por meio da chamada Reforma Trabalhista, cujo projeto de lei tramita na Câmara Federal desde dezembro.

Os atos públicos também marcarão o lançamento de uma campanha nacional idealizada pelo Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor), que tem como objetivo mostrar que os direitos de patrões e empregados só estarão garantidos com uma Justiça do Trabalho forte e atuante.

Com o lema "Justiça, nosso trabalho", a campanha será veiculada nas redes sociais enfatizando a importância da Justiça do Trabalho e dos demais órgãos que atuam na aplicação da legislação trabalhista.

Representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Ordem dos Advogados do Brasil do Pará (OAB/PA), da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 8ª Região (Amatra8), da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal (Sindjus), Associação dos Advogados Trabalhistas do Estado do Pará – ATEP, UNAMA, CREDIJUSTRA, além de diversos sindicatos de classe que manifestaram apoio ao movimento, confirmaram participação no ato.