Mais Acessadas

No Tenoné, homem é achado morto com 22 facadas

O ferimento da cabeça intrigou os peritos, que afirmam que o objeto usado para o crime perfurou, cortou e esmagou ao mesmo tempo


Por: Redação ORM News Em 07 de março, 2017 - 09h09 - Polícia

A passagem Muruci, próximo ao Campo da Fazendinha, no bairro do Tenoné, em Belém, foi o local escolhido pelos assassinos para despejarem o corpo de um homem identificado como Lucas Nahin de Souza, 20 anos. Achado por moradores da área por volta das 6h da manhã, peritos afirmam que ele foi morto a facadas em um outro local e foi apenas desovado naquele endereço. A vítima estava com 22 ferimentos, todos perfurantes ou cortantes, sendo 20 no peito, um no pescoço e o último, responsável por intrigar a perícia por possuir características de objeto perfurocortante por ter esmagado, cortado e perfurado ao mesmo tempo, foi no cabeça.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Darieldson Bentes, junto ao corpo foram encontradas duas pedras de Oxi, que é uma droga derivada da pasta base de cocaína, o que influencia na afirmação de que Lucas seria dependente químico. Os peritos que atenderam ao chamado confirmaram que a cena do crime já havia sido alterada, logo, há possibilidade de que populares tenham levado outras drogas que poderiam estar com a vítima, assim como alguns pertences pessoais. 

Foto: Victor Furtado

O corpo de Lucas estava enrolado em duas redes na hora em que foi encontrado e a análise da perícia concluiu que ele estava dormindo em uma das redes no momento em que foi esfaqueado. Por ser um perímetro com pouca iluminação, a população só avistou a vítima quando amanheceu, mas as informações indicam que o crime ocorreu por volta das 3h da madrugada desta terça-feira (7). 

A Divisão de Homicídios (DH) está investigando o local em que Lucas foi realmente assassinado. O caso foi registrado na Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) do Tenoné. O pai da vítima reconheceu o corpo do filho no começo da tarde de hoje (7). Não há informações sobre os supostos assassinos.