Mais Acessadas

No Ceará, Camilo Santana (PT) é eleito em disputa acirrada

Petista venceu com 53% dos votos, contra 46% de Eunício Oliveira (PMDB)


Por: O Globo Em 26 de outubro, 2014 - 19h07 - Eleições

Camilo Santana (PT) foi eleito governador do Ceará, em uma das disputas mais acirradas do país. Ele venceu, matematicamente, com 53,31% dos votos. O número foi maior que os 46,69% registrados pelo adversário, Eunício Oliveira (PMDB). Até o momento foram apuradas 97,41% das urnas. O resultado foi praticamente o mesmo do indicado pela pesquisa de boca de urna, feita pelo instituto Ibope e divulgada às 18h, após o término da eleição.

Apesar de a disputa ter sido voto a voto, Camilo se manteve na frente durante toda a apuração, sempre com cinco pontos de vantagem. Camilo contou com o apoio do então governador do Ceará, Cid Ferreira Gomes, que se licenciou do cargo na reta final da campanha. Já Eunício chegou a ser apontado como favorito antes do primeiro turno, que também acabou perdendo para o petista. O segundo turno da campanha foi marcada por ataques e denúncias entre os dois candidatos e militantes.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), a votação deste segundo turno foi tranquila e sem filas. Em média, o tempo de votação foi de 30 segundos.

Assim que a votação foi encerrada no Ceará, às 18h, pelo horário de Brasília, a pesquisa boca de urna, feita pelo instituto Ibope, encomendada pela TV Globo, indicou empate técnico, no limite da margem, entre Camilo e Eunício. A boca de urna, que ouviu 4 mil eleitores, indicou que Camilo teve 52% dos votos válidos, com a margem de erro variando entre 54% e 50%. Já Eunício teve 48% dos votos válidos, com a margem de erro variando entre 50% e 46%. O índice de acerto da pesquisa é de 99%. O estado conta com 6,2 milhões de eleitores.

No último sábado, a pesquisa feita pelo instituto Datafolha havia indicado Camilo Santana com 52% das intenções de voto, e Eunício, com 48%. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa considerou apenas os votos válidos, ou seja, sem contar os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos.

Vídeo adulterado de Lula marcou campanha de Camilo

No primeiro turno das eleições, o resultado foi apertado, quando Camilo, que é deputado estadual, ficou com 47,81% dos votos válidos, bem perto de Eunício, que é senador, com 46,41%.

A campanha de Camilo foi marcada por um polêmica envolvendo o ex-presidente Lula. No início de outubro, antes da eleição do primeiro turno, um vídeo adulterado mostrava o ex-presidente Lula pedindo votos para Camilo. A polêmica ganhou repercussão nacional, já que Lula não fez a gravação porque havia acertado com Camilo e com Eunício, que ficaria neutro nas eleições do estado, já que Eunício foi ministro durante o governo Lula. No vídeo, a voz de Lula aparece falando duas vezes o nome "Camilo Santana". Só que não é Lula, e, sim, um imitador seu.

Na ocasião, a assessoria do ex-presidente Lula informou que a voz de Lula foi "adulterada" quando é falado o nome do candidato do PT, e que o ex-presidente não gravou nenhum vídeo para Camilo. A assessoria diz que entrou em contato com o PT cearense, que afirmou que não é responsável pelo material e que determinaria a retirada do vídeo do YouTube.

Na disputa ao senado, no início deste mês, Tasso Jereissati (PSDB) obteve 57,93% dos votos válidos, enquanto Mauro Filho (PROS) ficou 39,34%. Geovana Cartaxo (PSB) e Raquel Dias (PSOL) obtiveram 1,68% e 1,05% dos votos, respectivamente.