Mais Acessadas

MP quer afastar comandante da PM por crime eleitoral

Comandante do Policiamento Regional do Marajó Oriental, Coronel Susi Dias, pediu licença de oito dias do cargo


Por: Redação ORM News Em 01 de outubro, 2016 - 18h06 - Eleições

O Ministério Público do Estado solicitou o afastamento da Comandante do Policiamento Regional do Marajó Oriental, Coronel PM Susi Dias, que teria dado apoio a um candidato à Prefeitura de Soure, no Marajó. A denúncia foi apresentada ao promotor de justiça militar Armando Brasil pelo PSDB. Em contrapartida, a coronel pediu licença de oito dias.

Segundo Brasil, Susi foi acusada de determinar a abordagem e a prisão de pessoas ligadas a adversários políticos. O comandante geral Coronel Roberto Campos publicou a Instrução Normativa 001/2016 - Corgeral, com base em recomendação do MPE, determinando a proibição legal da participação de militares como seguranças particulares ou auxiliares de campanha eleitoral de candidatos nas eleições deste ano. 

O promotor de justiça contou ainda que outras quatro denúncias de ações ilegais de militares foram recebidas. Entre elas, estão a destruição de materiais de propaganda eleitoral de adversários e de cobertura a ações de compra de votos e boca de urna. 

Diante da manifestação do Ministério Público, a coronel Susi Dias pediu licença de oito dias, conforme informou a Polícia Militar em nota. 'A informação de afastamento não procede. O comandante geral da PMPA, coronel Roberto Campos, concedeu, por solicitação da mesma, licença durante o período de oito dias.'