Morre Junichiro Yamada presidente do grupo Y.Yamada

Empresário estava em tratamento de saúde fora do Estado


Por: Redação ORM News Em 03 de abril, 2015 - 11h11 - Belém

Atualizada às 16h59

Faleceu, nesta sexta-feira (03), o empresário presidente do grupo Y.Yamada, Junichiro Yamada. Junichiro, líder de um dos maiores grupos empresariais do ramo de alimentação e magazine no Pará. O empresário estava, há dois meses, em tratamento no hospital Sírio Libanês em São Paulo para tratamento de diabetes.

Foto: Cristino Martins/ Arquivo O Liberal

Segundo a Aspas (Associação Paraense de Supermercados) o falecimento foi às 8h da manhã, em decorrência de complicações da doença. Junichiro Yamada tinha 89 anos. Ele deixa quatro filhos e a esposa, Isaura.

O governador Simão Jatene lamentou a morte do empresário por meio de nota oficial. 'Mais do que nascer aqui, ser paraense é um jeito próprio, adotado por todos aqueles que escolheram o Pará para viver, trabalhar e ajudar a desenvolver o Estado. Junichiro Yamada foi um desses que carregava em si um pouco desse 'paraensismo', da nossa força e capacidade de realização. Junichiro deixa uma história, uma trajetória de vida e superação, assim como o exemplo de permanente confiança no Pará e nos paraenses. Aos familiares e amigos, desejo força nesse momento de profunda tristeza', disse Jatene.

Trajetória de sucesso

Junichiro nasceu em 12 de setembro de 1925 na cidade de Nunazu, província de Xuzuoka, no Japão. Chegou ao Pará em outubro de 1931, aos seis anos de idade, ao lado do pai Yoshio, da mãe Aki e do irmão Mitsuru, com 1 ano (este já falecido). A família estabeleceu primeiro a atividade agrícola e só depois a comercial.

Da esquerda pra direita: Aki, Makoto, Hiroshi e Yoshio. Atrás, na mesma ordem: Mitsuru, Hilka, Junichiro e Takuo. Foto: Reprodução instagram/ @lojasyyamada

Em 1950, ao lado do pai e da mãe, Junichiro fundou a Y. Yamada, com atividades de representações - desde máquinas de costura Mitsubishi, ferragens em geral, motores marítimos e industriais, até a revenda de adubos químicos e orgânicos, sementes, defensivos agrícolas. 

A primeira loja foi inaugurada em 1955, na Rua Senador Manoel Barata, onde até hoje funciona a Loja Matriz. Foi a primeira loja com oferecimento ao público de implementos agrícolas em geral, motores marítimos e industriais, máquinas de costura e geradores.

Em 1957, a Yamada deu início à comercialização de fogões a gás de querosene, rádios a válvulas, ventiladores, entre outros; objeto de memoráveis campanhas publicitárias veiculadas nos jornais da capital, com a vantagem de ser adquiridos em “suaves prestações mensais”, assim, foi implantando o sistema de crediário, até então inexistente no Pará, um dos pioneiros no país. Com a peculiaridade de atender, especialmente, ao público de baixa renda e autônomos sem comprovação de rendimento.

Foto: Reprodução instagram/ @lojasyyamada

Graças ao desempenho e dedicação de Junichiro, o Grupo Y.Yamada cresceu, modernizou-se com desenvoltura. Hoje é a maior rede de supermercados e magazine da região norte do Brasil, com mais de 2 milhões de clientes cadastrados no Cartão Yamada; são 35 lojas no Estado do Pará e 1 no Amapá, com um quadro funcional que ultrapassa 8 mil colaboradores.

O Grupo Y. Yamada ocupa a 14ª posição do Ranking da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) e é formado por várias empresas que atuam nas áreas, como fomento mercantil, consórcios, pecuária, entre outros.

Despedida

O velório de Junichiro Yamada será realizado na Capela Recanto da Saudade, na Rua Diogo Móia, a partir das 16h30 deste sábado (4). No domingo (5) será celebrada missa de corpo presente às 9h, seguido do cortejo fúnebre para o cemitério Recanto da Saudade em Ananindeua.

Devido ao luto, neste domingo todas as lojas do Grupo Yamada estarão fechadas. Reabrirão na segunda-feira (6) nos horários habituais.