Mais Acessadas

Mídias das ORM alcançam 75% da população paraense

Prêmios nacionais e internacionais são reflexo da liderança de veículos na região


Por: O Liberal Em 27 de novembro, 2016 - 08h08 - Negócios

Foto: Tarso Sarraf/ O Liberal

Informação, entretenimento, cultura e prestação de serviços em todas as plataformas de mídia - impresso, rádio, televisão e digital -; 75% de audiência no Estado;  destaque, reconhecimento e respeito na região e no País, pela qualidade do conteúdo e pelo uso de tecnologia e infraestrutura de ponta, para dar à sua programação e às suas publicações a abrangência que exigem as macrorregiões do Pará e os leitores contemporâneos. Essas são as características que distinguem os veículos das Organizações Romulo Maiorana, que já conquistaram vários prêmios importantes, concorrendo em alguns deles com as maiores empresas de comunicação da América Latina. O mais recente deles é o Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini, conquistado por O LIBERAL na última semana, após disputar com jornais como o “Estado de São Paulo” e a “Folha de São Paulo”, que representam o maior centro econômico e industrial do País. É a segunda vez em menos de uma década que O LIBERAL fica à frente nessa premiação da Associação Brasileira da Indústria Gráfica, na categoria Jornais Diários Impressos, consolidando a posição de líder em qualidade e profissionalismo no campo das comunicações no País. As ORM são o resultado da concepção visionária do empresário Romulo Maiorana, o fundador dos veículos que constituem o conglomerado de comunicação e mídias, que ele deixou como legado, ao falecer em 1986, e é mantido pela família Maiorana, sob a presidência de Dona Lucidéa e a presidência executiva de Romulo Maiorana Júnior.

IMPRESSOS

Fundado em 15 de novembro de 1946, O LIBERAL acaba de completar 70 anos. À longevidade, se alia a excelência do material que oferece aos seus leitores, que dispõem de um produto gráfico impresso em uma das mais modernas plantas industriais do mundo. Sempre à frente, em 2006, O LIBERAL colocou em funcionamento a Man Roland Uniset Full Collor, com forno secador a gás, de 10 metros. Atento às novas tecnologias e cuidando com apuro da informação correta, O LIBERAL manteve em uso sua outra impressora de ponta, a Uniman 4/2-S, até hoje usada pelos maiores jornais do Brasil.  

Esses fatos explicam, por si, porque O LIBERAL conquistou nos últimos anos os mais importantes prêmios nacionais e internacionais, que o qualificam como um dos melhores jornais impressos do Brasil e do mundo, um dos poucos a trabalhar em Coldset - impresso em papel de jornal, e também em Heatset - impresso em papéis especiais como couchê. Primeiro jornal do Norte a ganhar o Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini, pela segunda vez em menos de uma década, O LIBERAL também já trouxe ao Estado o prêmio latino-americano de produtos gráficos “Theobaldo de Nigris”, o mais importante da América-Latina na área e um dos mais conceituados prêmios da indústria gráfica no mundo, concorrendo até com jornais norte-americanos. “É um reconhecimento monstruoso”, ressalta o diretor industrial João Pojucan de Moraes Filho. 

A qualidade se estende ao outro jornal das ORM, o Amazônia, que há 16 anos garante informação ágil, de qualidade, e uma leitura rápida, confortável, a um preço acessível. Reconhecidos nacional e internacionalmente pela qualidade gráfica, os jornais das ORM alcançam leitores das macrorregiões do Estado e de várias partes do mundo, por meio da plataforma digital, acessada pelo Portal ORM (http://www.ormnews.com.br) ou pelo endereço dos jornais na web: www.oliberal.com.br/ e www.ormnews.com.br/amazonia. Na versão digital, O LIBERAL publica o seu conteúdo na íntegra, para assinantes, que podem acessá-lo pelo celular ou tablet por um sistema similar aos dos grandes jornais do País. O LIBERAL digital é de fácil acesso a pesquisas. 

A nova plataforma da versão digital disponibiliza também suplementos, como as revistas encartadas no jornal impresso, entre as quais Amazônia Viva, Municípios Verdes, além dos Classificados. Em pouco tempo, disponibilizará aos leitores o seu acervo desde 2008.  Também já vem trabalhando para, no futuro, oferecer acesso a conteúdo complementar e interativo às matérias e informações, com mais fotos e vídeos. 

O site do Amazônia republica as principais notícias do jornal e a capa do dia. Dessa forma, os jornais impressos das Organizações Romulo Maiorana asseguram a seus leitores as principais notícias da região, do Brasil e do mundo, além de serviços, dicas culturais e uma série de outros conteúdos fundamentais. Pesquisas oficiais mostram que os jornais impressos são os meios de comunicação com maior nível de confiança entre a população. Ao investir na qualidade gráfica e em conteúdo voltado aos interesses de seus leitores, O LIBERAL mantêm, durante sete décadas, a liderança do mercado, conquistada pela credibilidade que compartilha com seu veículo impresso mais recente, o Amazônia. 

Portal ORM alcança entre 600 mil e um milhão de internautas ao mês

Nos últimos 30 dias, o portal ORM conquistou 621 mil usuários, mas o público pode chegar rapidamente a um milhão, como em outubro deste ano, quando houve a cobertura de dois eventos importantes: a transmissão do Círio e a apuração, no primeiro e segundo turnos, das eleições municipais. Em todas as eleições, o Portal se credencia junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), como parceiro na divulgação, e dispõe de um software que recebe simultaneamente os dados do Tribunal e compartilha com os internautas. 

Durante o concurso Rainha das Rainhas, evento tradicionalmente promovido por O LIBERAL, o Portal transmite o desfile ao vivo, alcançando também um número de acessos bem acima da média. O mesmo ocorre em fatos de grande repercussão local ou nacional, quando a cobertura do veículo digital das ORM atrai milhares de internautas. 

Levantamento mostra que 96% dos acessos do Portal ORM são do Brasil. Desses, 75% são em território paraense e os demais em estados como Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Amazonas. Em relação aos países, destacam-se os Estados Unidos, com o maior registro de acesso ao Portal ORM no exterior. Mas nessa lista também constam Japão, França, Alemanha, Portugal, entre outros. 

Segundo o gerente do Portal ORM, Michel Psaros, a equipe busca publicar a notícia em tempo real e mantém uma cobertura diferenciada nos jogos dos principais times do futebol paraense, Remo e Paysandu, outro conteúdo de sucesso entre os internautas. Nos jogos do Mangueirão, por exemplo, há um link que gera ao vivo e faz o “lance a lance” em vídeo, com os melhores momentos dos jogos. As imagens são publicadas logo depois que o lance acontece. “É um diferencial essa agilidade na publicação dos melhores momentos das partidas no Mangueirão”, ressalta Psaros.

Programação das rádios envolve todos os públicos do território paraense 

As ORM têm a maior abrangência de rádio do Estado. Os veículos estão em posições estratégicas, alcançando audiência em 70% do território paraense. Além de Belém, de onde atende a Região Metropolitana, as ORM também estão em Castanhal, com duas rádios, uma FM e uma AM, cobrindo as regiões nordeste e do Salgado; em Soure, atendendo a região do Marajó, e ainda na Vigia; em Marabá, a potência do transmissor cobre parte do sudeste do estado e entra também em alguns municípios do sul; e Itaituba, alcançando o oeste, chegando a Parintins, no Amazonas. Ou seja, as ORM têm presença de rádio em todas as macrorregiões do Pará. 

Na última semana, por exemplo, durante uma entrevista com um diretor da Celpa, em um dos programas de rede, houve mais de 300 perguntas por WhatsApp de todo o Estado. Isso só na área de cobertura da rádio, sem contar os ouvintes que acessaram a programação pelo aplicativo, fora do território paraense. Trata-se do aplicativo “Liberal Rádios”, disponível nas plataformas IOS e Android e que inclui a rede liberal FM, a Lib Music e as AM. 

A programação do Sistema Liberal de Rádio envolve todos os públicos. A Liberal FM, por exemplo, tem uma programação popular, de notícias variadas sobre os principais acontecimentos no Pará, no Brasil e no mundo, por meio do Liberal Notícias. A Lib Music mantém um conteúdo adulto contemporâneo, enquanto a Liberal AM dá prioridade a notícias, esporte e ao trabalho comunitário, com serviços de utilidade pública. “Em todos os setores da sociedade, nós estamos com as rádios”, destaca o diretor geral do Sistema Liberal de Rádio, Alexis do Carmo. 

A estrutura utilizada também chama a atenção. O grupo mantém sede própria em todos os municípios polo onde a rádio está presente. Em Belém, são três estúdios e as rádios locais têm, cada uma, oito horas de programação local, para atender a comunidade, falando a linguagem da cidade e da região onde estão inseridas. As outras horas restantes são programação em rede. Em relação aos equipamentos, conta com o transmissor mais potente da Amazônia, um Nautel canadense de 50 kw, que dá entrada a pelo menos 70% da região do Estado, pela AM. As rádios de Belém, Lib Music e Liberal FM, tem 50 kw cada. Há ainda a unidade móvel, LibMóvel, que atende os clientes com flashes ao vivo e cobertura nas comunidades, nos bairros de Belém. Outras três unidades dessas serão lançadas em Castanhal, Marabá e Itaituba.

TV Liberal se destaca pelo papel social que exerce junto às comunidades

Afiliada da Rede Globo, a TV Liberal fez 40 anos com sete milhões de telespectadores potenciais em sua área de cobertura. A programação alcança 80% da população paraense. Tem nove emissoras afiliadas nas diferentes regiões do Pará e está em constante processo de evolução, adquirindo modernos equipamentos e ampliando investimentos tecnológicos para assegurar o sinal digital de excelência. 

Seu conteúdo fica também disponível na internet, pela página do G1, recebendo acessos do mundo inteiro, e os perfis da emissora nas redes sociais estão entre os mais acessados do País. Além da equipe de profissionais qualificada, ao longo dessas quatro décadas a emissora se destacou, ainda, pela evolução tecnológica, com adaptação às novas mídias, se adequando a cada perfil de telespectador e com uma programação sempre voltada à sociedade. 

PAPEL SOCIAL

Tem também um importante papel social, alcançando todas as camadas da sociedade paraense, mostrando os anseios e necessidades da população do Estado. Entre os programas de destaque estão os telejornais Bom Dia Pará, Jornal Liberal 1ª Edição e Jornal Liberal 2ª Edição, apresentados pela manhã, no horário do almoço e início da tarde, respectivamente; o É do Pará, aos sábados; Liberal Comunidade, aos domingos, e quadros de grande repercussão, como o “Desaparecidos” e “Calendário JL”. 

Dessa forma, a TV Liberal leva a todo o Estado informações sobre os principais fatos ocorridos na região; ajuda a divulgar a cultura paraense, sua culinária, seus ritmos, riquezas naturais e lugares ou povos com importância histórica para o Estado; mostra fatos relevantes para a economia local e presta sua contribuição para a sociedade, ouvindo as comunidades e cobrando do poder público resolução de problemas identificados nas diversas áreas. Consegue, assim, com sua programação ampla, atingir e agradar todas as camadas sociais em uma ampla área de abrangência.

ORM Cabo tem 100% de rede de fibra óptica e atendimento personalizado

A ORM CABO é única operadora local que dispõe de rede externa 100% em fibra óptica, na tecnologia FTTH, e equipe de atendimento própria para garantir excelência e rapidez no atendimento aos clientes.  

Em franca expansão, o projeto da ORM Cabo é, em curto espaço de tempo, atingir o maior número de condomínios, a partir do aumento da sua capilaridade de fibra óptica. 

A empresa também se destaca pelos pacotes de Pay TV atualizados, com 245 canais, 78 dos quais em HD. Um dos diferenciais é a central de recepção local, que assegura a melhor imagem aos clientes. Há ainda os serviços de internet, telefone e OTT (over the top), que possibilitam aos clientes acompanhar a programação em qualquer lugar. 

O serviço de internet da ORM Cabo tem três links de interconexão, o que garante baixíssima indisponibilidade e estabilidade à internet, ideal para um mercado no qual a tendência é a programação via streaming/on demand, para assistir programas diretamente na rede. “Passamos a intensificar nossa oferta de internet baseada na velocidade e estabilidade de acesso e fizemos investimentos na aquisição dos links de conexão,  garantindo aos nossos clientes que não fiquem sem internet por quedas de link, assim como no aumento da velocidade dos nossos pacotes (15 e 20Mbps)”, diz Ernesto Lassance, diretor executivo da ORM Cabo.   

Ele explica que a velocidade média de internet global é de 5 Mbps, mas no Brasil a média é de 3,6 Mbps, conforme relatório trimestral da Akamai, o State of the Internet. O Brasil está na 90ª posição no ranking mundial. Isso significa que a ORM Cabo disponibiliza planos que deixam o mercado paraense dentro da abrangência mundial no acesso a internet.

Por ter o único telefone puramente IP do mercado, o assinante tem o telefone instalado na residência ou empresa, mas pode baixar gratuitamente o App ORM Phone, e o leva virtualmente para qualquer lugar do mundo. A empresa atualizou tecnologicamente o antigo telefone fixo. Com relação aos serviços OTT, há também o ORM Cabo Play, que dá acesso à programação sem a necessidade de estar na frente da TV. O assinante da ORM Cabo assiste a uma partida de futebol, a uma luta, lê um jornal em tempo real, ou decide o melhor momento para assistir a um filme, série, programa de entrevistas. O diferencial da empresa é a essência regional, com atendimento personalizado e loja física, na Av Brás de Aguiar, 333. As equipes de atendimento são especializadas e primarizadas. Dessa forma, a ORM Cabo leva o melhor sinal de TV, Internet e telefonia a Belém e Ananindeua, com  excelência nos serviços aos clientes, tanto que foi eleita a Melhor Operadora de TV a Cabo de 2015, pelo prêmio NEO TV, dentre mais de 400 empresas no Brasil.