Mais Acessadas

Medalhista no Pan tem casa assaltada no Rio de Janeiro

Davi Albino, da luta olímpica, acusa de roubo pedreiro cujos serviços dispensou


Por: Globoesporte.com Em 24 de agosto, 2015 - 08h08 - Mais esportes

Há seis anos morando no Rio de Janeiro e com uma história marcada pela superação, Davi Albino driblou as dificuldades que a vida lhe impôs e hoje coleciona inúmeras conquistas na luta olímpica, sendo a mais recente a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. Mas todo o seu material de treino, além de televisão, computador, som, roupas e o dinheiro que guardava em sua casa, no bairro de São Francisco Xavier, ao lado do estádio do Maracanã e próximo à Mangueira, foram roubados neste fim de semana em um assalto. O lutador de 29 anos acusa o pedreiro Alan, conhecido como Paraíba, de ter invadido e arrombado as portas da residência, após dispensar os seus serviços. Como viajou para São Paulo, Davi foi informado do assalto pelo amigo e também atleta Paulo Rubens, que mora com ele. 

Davi Albino conquistou o bronze no Pan  (Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COB)

- Eu tinha um pedreiro trabalhando na minha casa e comecei a notar que minhas coisas estavam sumindo, por isso, na quinta-feira, mandei-o embora e falei que eu não queria mais ele trabalhando lá. Vim para são Paulo fazer uma matéria, e ele entrou lá na sexta-feira. Ele roubou todas as minhas roupas da seleção brasileira, os uniformes que eu usei no Pan e não tenho como recuperar. Roubou também o notebook, a televisão, o dinheiro e até um cofrinho de moeda. Ele estourou as quatro portas e roubou tudo. Só ele sabia onde estavam as coisas. Paguei para ser roubado. Espero que ele seja preso, porque é um bandido - lamentou o lutador. 

Davi contou que o pedreiro foi visto por uma vizinha, mesmo depois de tê-lo dispensado por suspeita de roubo. Ele pagou o valor de R$ 3 mil pelo serviço. Pelo menos, o lutador viajou com a medalha do Pan e conseguiu salvá-la. A casa de David fica em São Francisco Xavier, em frente à Vila Olímpica da Mangueira. 

- Uma vizinha escutou um barulho e viu o pedreiro entrando na casa no sábado. Ele disse que ia dar um retoque na casa. Ela ouviu barulho, mas achou normal, pois pensou que ele estava fazendo obra. Ele é um bandido. Um cara que vai na sua casa, você ainda paga para ele fazer o trabalho e ele te rouba? Estou muito chateado, principalmente, por ter perdido as roupas da seleção brasileira. Meu amigo que mora comigo ficou só com a roupa do corpo. Eu decidi morar com ele exatamente porque não queria deixar a casa sozinha. Mas eu tive de ir para São Paulo e ele estava na casa da namorada. Voltou para fazer a mala para viajar, e não tinha nada. 

O atleta contou que ligou para a esposa do pedreiro, mas ela o informou que ele saiu de casa sem dar explicações. 

- Liguei para a mulher dele e ela falou que ele foi embora sem explicação. Não levou roupa, não levou nada, porque já tinha roubado minhas roupas, né? O Paulo Rubens foi na delegacia e fez o boletim de ocorrência, e a perícia já foi lá em casa. Ele levou quase todas as minhas roupas, do meu amigo não sobrou nenhuma, pois os dois têm o mesmo porte físico. 

Davi viaja no próximo dia 30 para disputar o Mundial de luta olímpica, em Las Vegas, nos Estados Unidos, em setembro. O lutador que já foi flanelinha e viveu nas ruas de São Paulo após o envolvimento da mãe com as drogas, encontrou no esporte uma nova perspectiva de futuro. Ele passou a frequentar o centro olímpico para conseguir os lanches oferecidos depois dos treinos e, aos poucos, foi evoluindo. Hoje, é pentacampeão brasileiro, medalhista no Pan e o primeiro brasileiro a entrar para a United World Wrestling. Em 2013, o atleta conquistou o bronze no Aberto de Nova Iorque. Atualmente, ocupa o 13º lugar no ranking mundial.