Mais Acessadas

Manifestantes fazem ato contra reforma da Previdência

Reforma prevê mínimo de 65 anos para reivindicação de aposentadoria


Por: Redação ORM News Em 15 de março, 2017 - 11h11 - Belém

Movimentos populares e entidades sindicais fazem um ato de protesto, nesta quarta-feira (15), contra a Reforma da Previdência proposta pelo presidente Michel Temer. Os manifestantes começaram a se concentrar desde o início da manhã na avenida Presidente Vargas, no bairro da Campina, em Belém, e vão seguir até a sede do INSS, no bairro de Nazaré. O movimento faz parte do Dia Nacional de Paralisação, que acontece simultaneamente em outros estados.

“Este ato é um protesto de diversas categorias contra essas reformas que o governo quer empurrar goela abaixo do trabalhador. Nada até hoje foi capaz de afetar de forma tão radical a vida dos trabalhadores que estão na ativa como esse projeto do governo”, disse a professora Cláudia Nobre.

Foto: Caroline Dominguez / Via WhatsApp ORM News

O que diz a PEC 287

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, encaminhada ao Congresso Nacional pelo governo Michel Temer,  pretende fixar idade mínima de 65 anos para requerer aposentadoria e elevar o tempo mínimo de contribuição de 15 anos para 25 anos. Atualmente, não há uma idade mínima para o trabalhador se aposentar. Pelas regras em vigor, é possível pedir a aposentadoria com 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos no caso dos homens. 

Além de fixar uma idade mínima para a aposentadoria de homens e mulheres, as novas regras, se aprovadas, irão atingir trabalhadores dos setores público e privado. De acordo com o governo, a única categoria que não será afetada pelas novas normas previdenciárias é a dos militares.