Justiça recoloca Marcley Lima na presidência da FPB

Em Assembleia Geral sem validade, diretores da FPB tiraram Marcley Lima da presidência em 2013, colocando Antônio Carlos Caetanto


Por: Arthur Sobral (ORM News) Em 19 de abril, 2014 - 19h07 - Basquete

Em novembro de 2013, alguns diretores da Federação Paraense de Basketball se reuniram secretamente e produziram uma ata em nome da própria federação para destituir o então presidente Marcley Lima do cargo e nomearam Antônio Carlos Caetano para o novo mandatário do FPB, tudo registrado em cartório.

Sentindo-se lesado, Marcley Lima, no mesmo mês, entrou com uma ação cível na justiça comum para reaver a sua posição como presidente da FPB. E, no dia 16 de abril de 2014, 6ª Vara Cível da Capital decidiu pela manutenção de Marcley Lima na presidência da federação de basquete local para o cumprimento do triênio para o qual foi eleito. A Confederação Brasileira de Basketball também foi notificada do caso e emitiu no dia 17 (quinta-feira), um ofício para a FPB reconhecendo que Marcley Lima como o presidente de direito.

Para Marcley, a decisão da 6ª Vara Cível foi mais do que justa. ‘Algumas pessoas tentaram dar um golpe na federação de basquete. Reuniram-se secretamente e produziram uma ata para me destituir. Quando eu soube da intenção deles, eu os avisei que esta ata não teria efeito legal, pois somente eu, como presidente, poderia solicitar uma Assembleia Geral para ser discutido qualquer assunto sobre renuncia de impeachment. O problema foi que o cartório registrou a ata deles e me destituiu. Agora, com a vitória na justiça, na terça-feira (22) irei com um oficial de justiça para reintegração de posse da federação’, explicou Marcley Lima, em entrevista exclusiva ao ORM News.

Assim que assumir a cadeira de presidente da FPB, Marcley Lima vai reorganizar a entidade e trazer novamente as grandes competições para Belém. ‘Até agora os melhores de 2013 ainda não foram premiados, só para você ter uma ideia. O presidente da CBB (Carlos Nunes) já me ligou para organizarmos a Copa Norte de Basquete feminino aqui em Belém. Ano passado organizamos a Copa Norte masculino, com nove equipes. Agora o basquete paraense voltará ter suas grandes competições como antigamente’, disse.

A reportagem do ORM News tentou entrar em contato com Antônio Carlos Caetano, o presidente em exercício da Federação Paraense de Basketball, para saber como a atual diretoria iria agir sobre a ação judicial, mas as ligações não foram atendidas.

Documento da Confederação Brasileira de Basketball reconhecendo Marcley Lima como presidente da Federação Paraense de Basketball.