Mais Acessadas

Jovem de 18 anos é morto na frente de casa, em Ananindeua

A vítima foi surpreendida por um motociclista, que apenas efetuou os disparos e fugiu do local


Por: Redação ORM News com informações de O Liberal Em 10 de abril, 2017 - 23h11 - Polícia

Clebson Bruno Santos da Silva, de 18 anos, foi morto na porta de casa na noite desta segunda-feira (10), no bairro do 40 horas, em Ananindeua. A vítima foi surpreendida por um motoqueiro que apenas se aproximou e efetuou os disparos de arma de fogo e fugiu do local. Não houve discussão e também nenhuma chance de defesa. As testemunhas do crime preferem o silêncio e, por enquanto, a polícia não tem indícios sobre a autoria do crime. 

O cabo Lira, do 6º Batalhão da Polícia Militar (BPM), explica que quando a viatura chegou ao local indicado na denúncia - que informava apenas sobre o balaeamento de um homem - eles já se depararam com o rapaz sem vida. "Quando chegamos, a família estava perto dele, com o corpo coberto. Em seguida, eles se recolheram para dentro da casa", diz.  

A vítima, identificada como Clebson Bruno Santos da Silva, morava na rua Bom Sucesso, no loteamento Boa Esperança, bairro do 40 Horas. Por volta das 20h30, ele foi surpreendido na porta de casa por um homem em uma motocicleta.  

O rapaz, que completaria 19 anos no próximo dia 14 de abril, já tinha antecedentes criminais e era monitorado por uma tornozeleira eletrônica no momento da execução. Os familiares da vítima não revelaram nenhuma informação à polícia. "Eles apenas entregaram o documento dele mesmo para identificá-lo e não informaram mais nada, como se sofria ameaças ou algo do seu passado", explica o cabo.

Assim como a família, os vizinhos da vitima também permanecem em silêncio. "As pessoas tem medo de falar. Você olha essa multidão ao redor observando tudo, mas ninguém quer falar", lamenta o cabo Lira. 

Uma equipe da Divisão de Homicídios da Polícia Civil e de peritos criminais do Centro de Perícias Cientificas Renato Chaves estiveram no local para dar início às investigações. Por enquanto, não há pistas do assassino nem informações sobre a motivação para a morte, que tem caraterísticas de uma execução.