Mais Acessadas

Inflação atinge taxa de 1,08% na Grande Belém, diz Fapespa

Motivo dessa desaceleração foi a queda dos preços médios de produtos e serviços de considerável impacto no orçamento familiar dos consumidores


Por: Redação ORM News com informações da Fapespa Em 16 de março, 2016 - 08h08 - Região Metropolitana

A inflação na Região Metropolitana de Belém registrou taxa de 1,08% no mês de fevereiro, ficando 1 ponto percentual abaixo do registrado no mês de janeiro, quando apresentou alta de 2,09%. De acordo com os dados da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (IPC/Fapespa), o motivo dessa desaceleração na taxa de inflação, observada em fevereiro, foi a queda dos preços médios de produtos e serviços.  Isso teve um impacto no orçamento familiar dos consumidores, como, por exemplo, na energia elétrica com variação de -0,46%, e nos artigos de limpeza e descartáveis com taxa de  -0,49%.

Apesar desse recuo, os custos com itens de alimentação como legumes, farinha, massas e frutas continuam pressionando o resultado da inflação, somando a taxa de 1,86%, que obteve a maior percentual entre os grupos de despesas avaliados na pesquisa.

No acumulado dos últimos doze meses, de março de 2015 a fevereiro de 2016, a inflação chegou a 15,26%, ficando 4,63 pontos percentuais acima do resultado observado no mesmo período do ano anterior (fevereiro de 2015 a março de 2014), que foi de 10,63%.

Já na análise do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA/Fapespa), a inflação alcançou a taxa de 1,12%, também abaixo do mês anterior (1,99%).