Mais Acessadas

Hamilton vence, mas Nico Rosberg conquista o 1º título

O companheiro da Mercedes, Lewis Hamilton, ganhou a prova; Vettel foi o terceiro lugar


Por: Extra Em 27 de novembro, 2016 - 14h02 - Velocidade

Num campeonato que ficou sob suspense até a última volta, Nico Rosberg, da Mercedes, conquistou o primeiro título da carreira, ao terminar em segundo lugar no GP de Abu Dhabi, atrás do companheiro Lewis Hamilton, vice-campeão com cinco pontos atrás. O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, completou o pódio. O brasileiro Felipe Massa, da Williams, ficou em nono. Felipe Nasr, da Suaber, foi o 16º neste domingo (27).

Na comemoração, Rosberg ignorou a determinação da FIA, deu um cavalo de pau no circuito de Yas Marina, e largou o carro para comemorar com a equipe.

Na largada, Hamilton e Rosberg não arriscaram e mantiveram as posições. Daniel Ricciardo, da RBR, perdeu a posição para Kimi Raikkonen, da Ferrari. Max Verstappen, da RBR, que largara em sexto, foi tocado e caiu para último lugar.

As posições no pelotão da frente só mudaram com a primeira parada, quando Rosberg voltou atrás de Verstappen, que não parou. E, por causa disso, perdeu velocidade nas voltas seguintes. Na vigésima, talvez o momento mais tenso da corrida, o holândes viu o alemão chegar e tentou manter a posição. Mas o motor Mercedes falou mais alto e o garoto de 19 anos recolheu para não causar um acidente.

Duas voltas depois, Verstappen foi para a sua única parada e retornou para tentar a diferença entre as Mercedes, que ainda fariam a segunda troca de pneus sete e oito voltas depois. Voltou atrás e rapidamente ultrapassou os concorrentes.

Foto: AFP

Com as posições retomadas - faltava apenas Vettel levar sua Ferrari para sua segunda parada, que o tiraria da liderança -, a estratégia de Hamilton era clara. Mesmo com o carro mais rápido, ele tirou o pé para trazer Rosberg, Verstappen e Ricciardo para perto dele. Afinal, apenas a vitória não era suficiente para o inglês ser campeão. Ele precisava ver o companheiro de Mercedes fora do pódio.

Já Nico, se manteve perto de Hamilton sem ameaçar ultrapassar o companheiro. Para o alemão era jogo deixar os dois carros da RBR ultrapassá-los e ver o inglês na segunda posição. Assim, ele poderia sert até sétimo lugar para garantir o primeiro campeonato.

Porém, o carro de Verstappen e Ricciardo já não conseguiam se aproximar tão rapidamente das Mercedes, e ameaça passou a ser Vettel, um dos últimos a fazer a segunda parada. Com os pneus novos, o alemão tirou mais de um segundo por volta até onde conseguiu. A dez voltas por fim, a diferença de Hamilton, líder, para o quinto, Vettel, era de pouco mais de seis segundos.

O inglês, apesar das recomendações da equipe, tirou ainda mais o pé, meio segundo acima do pedido pelos boxes da Mercedes. E conseguiu juntar os quatro carros a seis voltas para o fim. Mas o único ameaçado, de fato, era Verstappen, que foi ultrapassado por Vettel.

A corrida contou com duas despedidas oficiais. Na 15ª volta, o inglês Jenson Button abandonou a corrida com problemas no seu McLaren e começou a anunciada aposentadoria temporária. O brasileiro Felipe Massa também deu adeus à categoria, com o nono lugar.