Mais Acessadas

Há 24 anos, Remo quebrava recorde nortista na Copa do Brasil

Leão estreava na semifinal da competição, onde foi eliminado pelo então campeão daquele ano: o Criciúma (SC) comandado por Luiz Felipe Scolari


Por: Carlos Fellip (ORM News) Em 12 de maio, 2015 - 13h01 - Copa do Brasil

Foto: Divulgação

O dia 12 de maio é marcante na memória dos remistas. Isto porque esta data lembra o dia em que o Remo estreava na semifinal da Copa do Brasil de 1991, há 24 anos, entrando para a história como o clube nortista que foi mais longe na competição.

O adversário era o Criciúma do volante Roberto Cavalo e do ainda novato técnico Luiz Felipe Scolari, que conquistaria nesta mesma competição seu primeiro troféu de projeção nacional. 

O Leão, formado com um time cabano, chegara à semifinal após eliminar Rio Branco (AC), Vitória (BA) e o Vasco da Gama (RJ) de Bebeto e Sorato. Então, chegou o momento de estrear na semifinal, naquele dia 12 de maio de 1991, no Baenão, em Belém. O time azulino, sob o comando de Paulinho de Almeida, tinha Wágner, Belterra, Ney e Chico Monte Alegre; Paulo Verdan, Varela, Tiago e Emiliano; Roberto (Bebeto), Paulo Sérgio e Edil. No entanto, acabou perdendo por 1 a 0 para o Criciúma de Luiz Felipe Scolari, que jogou com Alexandre; Sarandi, Vilmar, Gelson e Itá; Altair, Roberto Cavalo e Jairo Lenzi (Jair); Soares - autor do gol -, Grizzo (Vanderlei) e Zé Roberto.

A volta aconteceu no dia 19 daquele mesmo mês, com vitória catarinense por 2 a 0, com gols de Soares e um contra de Chico Monte Alegre. O Criciúma entrou com Alexandre; Sarandi (Jairo Santos), Vilmar, Gelson e Itá; Altair, Roberto Cavalo e Jairo Lenzi; Soares - autor do gol -, Grizzo e Zé Roberto (Vanderlei). O Remo atuou com Samuel; Belterra, Ney e Chico Monte Alegre; Paulo Verdan, Varela (Paulo Sérgio), Edmílson e Emiliano; Bebeto, Tiago (Roberto) e Edil.

Na sequência da competição, o time de Felipão empatou com o Grêmio em 1 a 1, em Porto Alegre (RS), e, na volta em Santa Catarina, segurou a igualdade em 0 a 0, o que, pelo regulamento da competição, garantiu o título na galeria de troféus do Tigre.