Mais Acessadas

Fiéis lotam Santuário para ver imagem de N. S. Aparecida

Imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada há 300 anos, em SP


Por: Redação ORM News Em 21 de março, 2017 - 07h07 - Belém

Foto: Cristino Martins/O Liberal

No ano em que as aparições de Nossa Senhora de Fátima em Portugal completam um século e a fundação da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima chega aos 50 anos, católicos reuniram-se ontem à noite no Santuário de Fátima para receber a imagem jubilar de Nossa Senhora Aparecida.

Imagens da santa padroeira do Brasil encontram-se em peregrinação pelo País, para marcar os 300 anos do achado da imagem de Aparecida no rio Paraíba do Sul, em São Paulo. 

A imagem jubilar, que chegou a Belém na última sexta-feira, 17, foi colocada perto do altar do Santuário de Fátima, ao lado da imagem de Jesus Cristo, de Nossa Senhora de Fátima, de São José, cuja festa litúrgica foi comemorada ontem pela Igreja Católica. 

A missa solene no santuário foi celebrada pelo arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira, ladeado pelo bispo auxiliar de Belém, dom Irineu Roman; pároco, monsenhor Raimundo Possidônio, e outros religiosos da Arquidiocese de Belém. Os fiéis lotaram o santuário, participando ativamente da missa e aproveitaram para, ao final da cerimônia, fazer suas orações diante da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

“Eu fico muito feliz com a visita da imagem aqui na paróquia, porque esse fato vem reforçar a nossa fé”, declarou o técnico em Enfermagem João Lourenço de Lima, 79 anos. Participaram, inclusive, da missa crianças acompanhadas por seus pais.

DEVOÇÃO

Na homilia, dom Alberto Taveira enfatizou o exemplo de fé dado por José e Maria, que tiveram como missão receber Jesus Cristo na Terra. Por sua postura de fé e contribuição à vida e mensagem de Jesus, o esposo de Maria é considerado o patrono da Igreja. O arcebispo metropolitano de Belém ressaltou que os fiéis vivem um ano mariano nacional, relacionado aos 300 anos do achado da imagem de Nossa Senhora Aparecida e 100 anos das aparições de Nossa Senhora de Fátima, além da devoção à Nossa Senhora de Nazaré na Amazônia.

Nesse contexto, o arcebispo lembrou que Maria, ao aceitar a missão de receber Jesus Cristo, o fez como representante da Humanidade. “Disse o ‘sim’ em nome da Humanidade, o ‘sim da fé’ “, observou. Sobre São José, dom Alberto Taveira ressaltou que é chamado de “O Guardião do Redentor”. 

“São José foi um homem de fé. Eu peço que você se identifique com São José e Maria e reabra seu coração para a ação de Deus”, afirmou o arcebispo. Neste domingo, o manto da imagem jubilar de Aparecida, com uma bandeira do Pará, e um pouco da terra paraense serão entregues a um representante do Santuário Nacional de Aparecida para se juntar a outros mantos e porções de terra em um museu dos 300 anos da aparição da imagem.