Fashionistas ensinam como driblar a crise e se vestir bem

Brechós, truques de make e até troca-troca com as amigas são algumas das dicas


Por: O Globo Em 20 de outubro, 2015 - 13h01 - Moda

A modelo Isis Bataglia (de frente e de vestido) posa no desfile da Animale: ela pinta mesma pinta os cabelos - Paulo Reis/FOTOSITE / Paulo Reis/FOTOSITE

São Paulo - Apesar da crise econômica que atinge o Brasil, é possível, sim, continuar na moda. Conversamos com profissionais da moda e da beleza que passaram pelo segundo dia da São Paulo Fashion Week e pedimos dicas para quem quer driblar a falta de dinheiro.

Para a apresentadora e blogueira Julia Petit, a crise é “uma ótima hora para aprender a comprar”.

- Quando a gente tem dinheiro, acabamos comprando um monte de porcaria que muitas vezes nem usamos. Com a crise, pensamos muito mais antes de comprar e acabamos optando por roupas melhores, como se fosse um investimento mesmo – diz Julia.

A modelo Isis Bataglia, que passa parte do tempo morando em Nova York, revela que economiza pintando os próprio cabelo.

- Faz mais ou menos um ano e meio que pinto sozinha, já estou craque! Acho absurdo pagar 80 dólares a cada vez que tenho que retocar a cada 3 semanas - conta a morena.

A modelo, queridinha de estilistas famosos, também dá outra dica para quem quer estar sempre na moda gastando pouco.

- Comprar peças em brechó é uma boa alternativa - diz.

Para a princesa Paola de Orleans e Bragança, que também já desfilou para grandes marcas, o momento é ideal para apostar nos acessórios.

- Um look básico fica incrível com um maxicolar, um cintão. Moda é criatividade, você tem que se divertir. Também é legal trocar roupas com as amigas – resume.

Abaixo, Paola (à esquerda) no desfile de Lilly Sarti:

A opinião de Paola é compartilhada pelo stylist Luis Fiod. Ele diz que mulheres podem criar grupos nas redes sociais e emprestar roupas umas para as outras. Para Fiod, as alternativas para estar bem-vestida mesmo em tempos de crise também podem estar escondidas no fundo do guarda-roupa.

- É bom reavaliar o que já se tem. Com certeza existem peças incríveis no guarda-roupa que estão lá esquecidas. Uma calça que, de repente, pode virar uma bermuda ou peças que podem ser customizadas.

A maquiadora sênior da M.A.C Fabiana Gomes afirma que as mulheres podem apostar em truques básicos para fazer uma boa make up.

- As mulheres podem rever o que têm na nécessaire. Muitas "brincadeiras" que são feitas no desfile funcionam na vida real, como o blush usado como batom, o batom usado como blush - explica.

No que diz respeito ao vestir, Fabiana acredita valer a pena comprar peças em brechós online e diz não menosprezar lojas que vendem roupas mais baratas.

No clique a seguir, Fabiana (ao centro) e Julia Petit (à esquerda):