Mais Acessadas

Estreia do 'Comida de chef' lota a fundação Curro Velho

Belenense degustou pratos de 11 restaurante da capital; Evento ganhará calendário fixo


Por: Redação ORM News com informações da Agência Pará Em 30 de novembro, 2014 - 15h03 - Belém

Centenas de pessoas estiveram na Fundação Curro Velho, em Belém, para a primeira edição do projeto 'Comidas de Chef' neste domingo (30). Na estreia do evento foram preparadas mais de 1,4 mil porções por chefs de 11 restaurantes da capital paraense.

Foto: Paula Sampaio (O Liberal)

Entre os pratos degustados pelo público estavam o Arroz Paraense da chef Ana Paula Chaves do restaurante Avenida; Camarão de Casaca do chef Alexandre Barros, do Brasileirinho; Fettuccine de Kambu com Ragu de Pato da chef Angela Sicilia, do Famiglia Sicilia; Espetinho de Gurijuba com Arubé e Baião de Dois Paraense dos chefs Athos Ferreira e Arthur Bestene, do Buffalo Steakhouse; Ragu de Pato com Aligot de Mandioquinha e Mandioca Brava sem lactose da chef Michelly Murchio; Farofa de Rabada com Banana Frita da chefe Milene Fonseca, do Maricotinha e Pirão de Castanha do Pará com Haddock Paraense da chef Daniela Martins do Lá em Casa. Foram servidas ainda sobremesas das chefs Taiana Laiun (Brigaderie( e Priscila Thomé (Brownie do Inácio). 

Carol Martins tem apenas 13 anos, mas já é chef de cozinha, neta do saudoso chef Paulo Martins, a jovem conta que começou a cozinhar com 5 anos de idade. 'Eu comecei fazendo farofa de ovo, toda a minha família adorava meu ovo no café da manhã', conta. Carol e sua mãe, Daniela Martins, ofereceram ao público o prato Pirão de Castanha com Haddock paraense.

O espetinho de gurijuba com arubé de Arthur Bestene teve fila para degustação. Ele conta que a volta à Fundação Curro Velho lembrou a sua infância. 'Eu lembrei muito da minha infância ao chegar aqui, fiz oficinas de papel marchê e achei muito interessante participar deste evento, fazer as pessoas terem acesso de maneira econômica à alta gastronomia paraense'.

Uma das organizadoras do 'Comida de Chef', Lilian Almeida, considerou a estreia do evento um sucesso. De acordo com ela, o evento será mensal e contará com calendário fixo na capital paraense. A ideia é agregar o público mais popular que ainda tem a percepção de que o acesso a refeições executadas por profissionais renomados é inviável.

'Pretendemos que o Comida de Chef faça parte do calendário cultural de eventos da cidade. Foi muito bom, foi além das expectativas. Pedimos para cada chefe trazer em torno de 200 porções e antes do meio dia tudo estava sendo reabastecido. Todos saíram satisfeitos, público, coordenação e os chefs que participaram', avaliou.