Mais Acessadas

Diretora pedagógica dá dicas para melhor rendimento escolar

No período de voltas às aulas, a reorganização dos horários é fundamental para um bom desempenho nos estudos


Por: Redação ORM News com informação de O Liberal Em 16 de janeiro, 2017 - 14h02 - Educação

Quando janeiro chega, logo é hora de dar adeus ao descanso matinal e recomeçar a rotina de aulas. Dessa vez, não poderia ser diferente. Mas, para aqueles que adoram estender o período de férias, esse ano deixou um gostinho de quero mais. Por conta dos mais de 10 feriados prolongados ao longo de 2017, a maioria das escolas precisou iniciar o calendário de aulas mais cedo, já nos primeiros dias de janeiro, para que consigam ter 200 dias letivos completos, que compreendem 800 horas anuais, carga horária total que atualmente é solicitada pelo Ministério da Educação (MEC).

Na manhã desta segunda (16), a maioria das escolas da capital voltaram à sua rotina de aulas. Por baixo de uma leve chuva, pais e filhos deixaram suas casas e se dirigiram para mais um início de calendário escolar. A auxiliar administrativa Monike Araújo, de 30 anos, precisou levar os pequenos Nícolas (8) e Tarso (3) novamente para o colégio, depois de mais de trinta dias de férias. Para a mãe, o segredo da readaptação às aulas é a organização de horários. "Tem toda uma preparação para readaptar os filhos, principalmente quando são pequenos, para ajudá-los a retomar o ritmo de aula depois das férias. Coloco para dormir bem mais cedo, já tentando fazê-los acordar dispostos", afirmou.

Foto: Tarso Sarraf

A diretora pedagógica Juliana Almeida, confirmou que uma das maiores dificuldades no período de volta às aulas é justamente a disposição dos alunos para com os estudos, já que eles estão desacostumados com a rotina da escola e acabam dormindo mais tarde, fator que dificulta o rendimento escolar. "Quando os alunos dormem tarde, eles já chegam para estudar com sono, com preguiça, indispostos, mal humorados. Então, os pais têm que impor horários regulares para dormir para que as crianças tenham melhor rendimento na escola", explicou a diretora.

Assim, de acordo com a Juliana, para que os estudantes retomem a disposição e envolvimento com a escola, é de suma importância que nos primeiros momentos de volta às aulas, eles tenham um acolhimento do núcleo educacional."Neste primeiro momento, que as crianças ainda estão em período de adaptação e readaptação, a gente faz um acolhimento, uma ambientação, para deixar a criança confortável. A criança vai se acostumando com o tempo ao ambiente, aos professores, aos funcionários da escola, e só a partir disto é que iniciamos, de fato, as aulas", declarou.