Mais Acessadas

Crime de lesão corporal culposa em acidente com a Tuiuti

O laudo é fundamental juntamente com as provas que compõem o inquérito.


Por: Agência Brasil Em 04 de março, 2017 - 16h04 - Polícia

Os responsáveis pelo acidente no carro alegórico da escola Paraíso do Tuiuti deverão responder por lesão corporal culposa, seguindo a polícia civil do Rio. A delegada Maria Aparecida Mallet, da 6ª DP, disse que ainda não pode tomar nenhuma decisão antes de todas as provas estarem completas, mas afirmou que pessoas serão responsabilizadas e que o motorista do carro, Francisco de Assis Lopes, pode ser uma dessas pessoas.

“O laudo é fundamental juntamente com as provas que compõem o inquérito. Não posso me antecipar, mas, a princípio, os responsáveis vão responder por crime de lesão corporal culposa. Ninguém queria que isso acontecesse, mas aconteceu”, disse a delegada. A delegada contou ainda que o diretor não notou nenhuma dificuldade no carro: “Ele garantiu que não havia problema quando saiu do barracão, mas temos que esperar o laudo da perícia, que pode ser entregue até o dia 13 de março”, acrescentou.

Várias pessoas ligadas à Paraíso do Tuiti foram ouvidas pela polícia. De acordo com a delegada, os responsáveis pela escola foram intimados a apresentar mais documentações técnicas que indiquem os engenheiros responsáveis pelo projeto, pela execução e pela vistoria. O presidente da Paraíso do Tuiuti, Renato Thor, disse na quarta-feira que acredita que o carro tenha perdido a direção por causa da chuva e afirmou que a pintura nova da avenida pode ter contribuído. Peritos encontraram pelo menos uma roda da alegoria quebrada.

Quatro pessoas seguem internadas, se recuperando dos acidentes com alegorias da Tuiuti e da Unidos da Tijuca.