Mais Acessadas

Com gol de Pikachu, Vasco vence o Madureira por 1x0

Paraense garantiu a vitória do Vasco da Gama no jogo em São januário


Por: O Globo Em 22 de março, 2017 - 21h09 - Futebol

Pikachu vibra ao fazer o gol da vitória do Vasco sobre o Madureira (Foto: Márcio Alves)

Milton Mendes vestiu seu terno à beira de campo, mas não viu uma apresentação de gala em São Januário. Menos mal que o Vasco conseguiu sair de campo com uma vitória, a primeira em três jogos na Taça Rio, ao bater o Madureira por 1 a 0. Com o resultado, o time chegou aos 5 pontos no Grupo C. No domingo, o adversário da vez será o Flamengo, em Brasília.

Ao fim do jogo, o técnico teve o nome gritado pela torcida. O atacante Luis Fabiano falou sobre a estreia de Milton Mendes:

— Apesar de pouco tempo, ele já cativou o torcedor com carisma e vontade. Ele deu outra cara para o time. Desde o jogo com o Botafogo, a gente tem outra postura.

O Vasco teve duas mudanças. Saíram Martín Silva, com a seleção uruguaia, e o meia Evander. Em seus lugares entraram Jordi e Yago. Curiosamente, foram eles que tocaram na bola no lance do primeiro gol, aos 17 minutos. Após o tiro de meta cobrado pelo goleiro, a bola quicou já no campo de ataque e Jorge Fellipe, do Madureira, viu a bola passar por cima de sua cabeça. Pikachu acreditou na jogada, driblou o goleiro e completou para o gol.

Antes mesmo do gol, o Vasco já tinha assustado o adversário. Com Andrezinho e Nenê participativo, o time controlava o meio-campo e já parecia ter força para abriu o placar. Aos 8, Andrezinho encontrou Pikachu, mas houve desarme no momento do chute

Aos 33, após chute de Nenê, Rafael Marques quase ampliou, mas, naquele momento, o Vasco já não dominava o adversário com a mesma força. Aos poucos, o Madureira começava a se aproximar da área de defesa vascaína. Aos 46, o tricolor suburbano teve chance em falta frontal ao gol de Jordi, mas Júlio César bateu por cima do travessão.

Técnico corre em campo

Na volta do vestiário, uma cena chamou atenção. Desacostumado com o banco de reservas que fica do lado oposto da saída do vestiário, Milton Mendes atravessou o campo correndo e atrasou o reinício da partida para delírio da torcida. A torcida aplaudiu.

Com a bola rolando, Nenê quase marcou aos 8, mas a bola foi para fora. Dois minutos depois, a vez foi de Luis Fabiano. Ele recebeu livre na entrada da área, mas demorou para finalizar e Jorge Felippe conseguiu cortar para escanteio. O centroavante parecia querer marcar a qualquer custo, mas, lento, tinha dificuldade. Aos 27, deu belo balão em Douglas, mas, após nova demorada, a marcação chegou para atrapalhar o chute.

Numa vitória tranquila, em que a defesa se saiu bem e evitou grandes sustos, a torcida terminou a partida gritando o nome do zagueiro Jomar.