Mais Acessadas

Ciclorromaria vai fazer trajeto de 14 km no próximo sábado

A Ciclorromaria tem saída prevista da Praça Santuário, às 8 horas, e chegada também na Praça Santuário, às 10 horas


Por: O Liberal Em 11 de outubro, 2016 - 08h08 - Círio

Foto: Tarso Sarraf / O Liberal  (arquivo)

Em termos de tempo, de um total estimado pelo Dieese/PA e Diretoria da Festa de 40 horas e 15 minutos para a realização das 12 romarias do Círio 2016, somente com as seis primeiras já foram gastos aproximadamente 74% (29 horas e 50 minutos) do tempo total estimado - faltando, portanto, agora pouco mais de dez horas de tempo para as romarias restantes. Ainda segundo o Dieese/PA e a Diretoria da Festa de Nazaré, as três próximas etapas das romarias nazarenas do Círio/2016 vão ocorrer no sábado (dia 15) e domingo (dia 16). No sábado (15), pela manhã, a Ciclorromaria, que vai percorrer 14km em aproximadamente duas horas, com saída prevista da Praça Santuário, às 8 horas, e chegada também na Praça Santuário, às 10 horas. À tarde, haverá a Romaria da Juventude, que deverá percorrer os 9,4km em aproximadamente quatro horas de procissão, com saída prevista da Igreja de Mãe da Divina Providência, próximo à Avenida Júlio Cesar, às 15 horas, com previsão de chegada à Praça Santuário às 19 horas.

No domingo (16), vai ocorrer a já tradicional Romaria das Crianças, que deverá percorrer 2,9 km em aproximadamente duas horas de procissão. Tem a previsão de saída da Praça Santuário às 8 horas, logo após a Santa Missa, com chegada também à Praça Santuário às 10 horas. A exemplo de 2015, também este ano o Dieese/PA e a Secretaria de Turismo (Setur), com o apoio da Diretoria da Festa de Nazaré e Arquidiocese de Belém, realizaram, na Trasladação, no sábado (8), e no Círio, no domingo (9), a pesquisa sobre o perfil dos promesseiros da corda. Também neste Círio, e pela primeira vez, o Dieese/PA e Setur pesquisaram o perfil de turistas e romeiros do Círio Fluvial. Os resultados dessas pesquisas serão divulgados oportunamente pelo Dieese/PA e Setur.

O economista Roberto Sena disse ainda que, em uma avaliação ainda parcial, merecem destaques, nas seis Romarias Nazarenas até agora realizadas, a organização e o crescimento do número de romeiros em quase todas as procissões. “Infelizmente, e apesar da grande campanha feita pela Igreja, Diretoria da Festa e Dieese, e com o apoio da imprensa, ainda tivemos novamente esse ano o corte antecipado da corda. Vamos continuar trabalhando para que este fato não mais aconteça”, afirmou.