Mais Acessadas

Candidato à 10 do Papão, Diogo Oliveira admite ansiedade

Meia de 34 anos vem após destaque como 'Maestro' do Brasil de Pelotas na temporada de 2016, incluindo a Série B do Brasileiro


Por: Redação ORM News Em 05 de dezembro, 2016 - 18h06 - Série B

Foto: Divulgação

Autor do gol do Brasil de Pelotas na vitória sobre o Paysandu, por 1 a 0, no Rio Grande do Sul, pela Série B do campeonato brasileiro, o meia Diogo Oliveira foi um dos primeiros reforços anunciados para a temporada de 2017 do Bicola e admitiu a ansiedade em vestir a camisa alviazul.

Aos 34 anos, Diogo Oliveira está na linha de atletas experientes que se destacam pela regularidade física. Neste ano, foram 50 jogos pelo Brasil de Pelotas, incluindo o campeonato estadual, a Copa do Brasil e a Série B do Brasileiro. No ano passado, o meia fez 37 partidas pelo mesmo clube.

Considerado 'Maestro' no time xavante, Diogo falou sobre o peso de vestir a camisa do Papão e tratou a oportunidade como um 'privilégio'. 'A expectativa é muito grande. Essa é uma camisa muito tradicional e conhecida a nível nacional. Espero retribuir todo este carinho que estou recebdno desde já com grande futebol e belas atuações', disse.

Feliz pela temporada de 2016, o meia frisou que não espera nada menor no Bicola. 'Fico feliz de ter correspondido à altura a tudoo aquilo que vim fazer aqui em Pelotas. Agora, espero da mesma forma no Papão. Quero conquistar o torcedor do Paysandu com dedicação e muito trabalho', declarou.

Em relação a 2017, o meia disse que já conta os dias para a chegada do novo ano e do novo local de trabalho: a Curuzu. 'O segredo de tudo é você trabalhar bastante e se dedicar muito. Quero alcançar todos os objetivos e metas de 2017 com o Paysandu. Minha vontade está muito grande. Quero logo que comece o ano para também começar esse grande trabalho, agora no Paysandu, em nome de Jesus!', concluiu.

Veja abaixo um vídeo de jogadas de Diogo Oliveira pelo Brasil de Pelotas em 2016!

Diogo Oliveira chega para disputar uma vaga no meio-campo do PSC. Vale destacar que o principal jogador do time na Série B e então dono absoluto da 10, Tiago Luís, não tem permanência confirmada na Curuzu. Ele, inclusive, estaria disposto a jogar pela Chapecoense em tributo à memória das vítimas do trágico acidente de avião que matou 71 jogadores, incluindo praticamente toda a delegação do clube.