Brasília bate o Papão e é campeão da Copa Verde

Colorado candango é o time que vai para a Copa Sul-Americana de 2015


Por: Carlos Fellip (ORM News) Em 21 de abril, 2014 - 19h07 - Copa Verde

Foto: Tarso Sarraf

Não deu para o Paysandu! Em um jogo cheio de emoções, o Brasília foi campeão da Copa Verde após cobrança de pênaltis, no gramado do Mané Garrincha, na capital federal, e cravou sua vaga na Copa Sul-Americana de 2015. A partida, que também terminou com uma invencibilidade de 21 jogos do Paysandu, aconteceu na tarde desta segunda-feira (21), dia do aniversário da cidade candanga.

O Paysandu entrou em campo com a vantagem do empate, mas acabou vendo o Brasília abrir um placar de 2 a 0, com os gols de Gilmar e Alekito. Com um jogador a menos desde o primeiro tempo, os bicolores foram ao ataque e conseguiram empatar de forma milagrosa com o garoto Leandro Carvalho, aos 40 minutos do segundo tempo.

O resultado nos 90 minutos levou a decisão para as penalidades. Na primeira série de cinco cobranças para cada time, Lima - pelo Paysandu - e Matheuzinho - pelo Brasília - perderam suas cobranças. Após duas rodadas de pênaltis alternados com gols, Héliton teve o chute defendido pelo goleiro Artur e Fernando acabou sacramentando o título do Avião. No lance, Matheus chegou a bater na redonda, mas foi encoberto e acabou amargando o gol.

1º tempo: Paysandu com um a menos e gol do Brasília - Com boa parte das arquibancadas pintada em azul celeste e branco, o Paysandu entrou em campo sob aplausos e viu o Brasília, mandante do jogo, receber vaias. Só que o silêncio tomou conta do estádio quando, aos 14 minutos, Claudecir recebeu na intermediária e, livre de marcação, girou e chutou forte. A bola saiu rente à trave direita de Matheus.

Aos 27, a bola encontrou a rede pela primeira vez na partida, mas... Billy pegou a sobra de um escanteio e mandou a redonda para a área. João Paulo, impedido, tomou a frente de Yago Pikachu, que vinha em posição legal, e tocou para o também impedido Lima empurrar para a rede. Lance anulado.

Com o meia Matheuzinho aceso na partida, o Brasília descia com muita velocidade, apostando nos lançamentos para Claudecir. Em um destes lançamentos, aos 34 minutos, o camisa 9 ficou sozinho na área e só não arrematou porque o goleiro bicolor saiu a tempo e, com os pés, mandou a bola para longe.

A grande chance do Papão foi construída aos 38 minutos, quando Aírton cobrou o lateral em Bruninho. O meia tocou de primeira para Zé Antônio infiltrar a área, driblar André Nunes e encher o pé canhoto. A bola saiu na frente do gol, mas muito longe de Lima, que pedia a redonda sozinho dentro da área e ficou na lamentação.

Já o Brasília foi só alegria quando Clécio apareceu no ataque como elemento surpresa pela direita, driblou Matheus e chutou. O zagueiro Charles resolveu defender a redonda com a mão direita como se fosse o dono da camisa 1 e conseguiu cortar, mas foi expulso e o árbitro marcou o pênalti. Gilmar foi para a cobrança, soltou um tubo no meio do gol e abriu o placar, aos 40 minutos.

Foto: Tarso Sarraf

2º tempo: Paysandu leva para os pênaltis e Brasília é campeão - O segundo tempo começou e o Brasília foi logo ampliando o placar. Aos nove minutos, Fernando recebeu na direita, driblou bonito, entrou na área próximo à linha de fundo e tocou para o arremate de Alekito, aos nove minutos.

O Paysandu passou a precisar de um gol para levar o jogo para a disputa dos pênaltis. A chance apareceu Zé Antônio recebeu de Djalma e chutou na direção do gol. A bola desviou na zaga e sobrou para Leandro Carvalho, que tocou sobre o goleiro Artur e correu para comemorar o gol, mas o zagueiro André Nunes correu para a bola e conseguiu salvar o time da casa em cima da linha. Isto aos 23.

O gol de Leandro Carvalho, porém, saiu. Aos 39 minutos, Lima raspou a bola com a cabeça e viu a redonda cair no pé do garoto da base alviceleste. Leandro limpou para a canhota e chutou cruzado para vencer Artur e sair para o abraço, aos 39 minutos. 

Já na disputa dos pênaltis, o Paysandu abriu a contagem com Augusto Recife e viu Matheuzinho ter a cobrança ser defendida pelo goleiro Matheus. Yago Pikachu, João Paulo e Leandro Carvalho fizeram pelo Bicola, enquanto que Nathan, Daniel e Claudecir fizeram pelo Brasília. Até que Lima perdeu e igualou o jogo

Na cobrança dos alternados, após duas rodadas, Héliton perdeu pelo Bicola e Fernando fez o gol que sacramentou o título para o Brasília. Ouça abaixo o hino do campeão da Copa Verde!

Ficha do jogo (Brasília 2 x 1 Paysandu)

Brasília - Artur; Fernando, André Nunes, Índio, Kaká (Rennan); Pedro Ayub, Clécio (Daniel); Matheuzinho, Gilmar (Nathan); Claudecir e Alekito. Técnico: Luiz Carlos Carioca

Paysandu - Matheus; Yago Pikachu, Charles, João Paulo e Aírton (Leandro Carvalho); Augusto Recife, Billy (Pablo), Zé Antônio (Héliton) e Djalma; Bruninho e Lima. Técnico: Mazola Júnior

Gols: Gilmar aos 40'/1ºT e Alekito aos 9'/2ºT (Brasília); Leandro Carvalho aos 39'/2ºT (Paysandu)
Cartões amarelos: Pedro Ayub e Alekito (Brasília); Yago Pikachu (Paysandu)
Cartão vermelho: Charles (Paysandu)

Local: Mané Garrincha (Brasília/DF)
Hora: 17h
Árbitro: Pablo dos Santos (ES)
Assistentes: Francisco Casimiri de Sousa (TO) e Nilton Pereira da Silva (RR)
Quarto-árbitro: Pablo Schieich Vollkopf (MS)
Público: 51.701
Renda: R$ 196.454,00