Mais Acessadas

Brasil avança com todas as duplas femininas em Moscou

Ágatha e Bárbara Seixas, Larissa e Talita e Maria Clara e Carol foram direto às oitavas


Por: Divulgação CBV Em 28 de maio, 2015 - 16h04 - Vôlei

Foto: Divulgação CBV

O Brasil terá força máxima na fase eliminatória do torneio feminino no Grand Slam de Moscou, na Rússia. As cinco equipes que iniciaram a fase de grupos venceram suas partidas nesta quinta-feira (28.05). Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ), Larissa/Talita (PA/AL) e Maria Clara/Carol (RJ) terminaram em primeiro nos seus grupos e foram direto às oitavas de final, enquanto Juliana/Maria Elisa (CE/PE) e Lili/Carol Horta (ES/CE) disputam a repescagem.

As partidas seguem nesta sexta-feira, quando ocorrem três rodadas. Juliana/Maria Elisa (CE/PE) enfrenta as azeres Vivian Cunha e Abbaszade. O time que avançar neste jogo encara as chinesas Fan Wang e Yuan Yue. Enquanto isso, Lili e Carolina Horta (ES/CE) duelam contra as suíças Joana Heidrich e Nadine Zumkehr. O vencedor desta partida inclusive enfrentará Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ) nas oitavas de final da competição.

Maria Clara e Carol (RJ) jogarão contra o time vencedor do duelo entre as norte-americanas Emily Day e Jennifer Kessy contra as canadenses Jamie Broder e Kristina Valjas. Já Larissa e Talita enfrentam o time que avançar do confronto entre as russas Ekaterina Birlova e Evgeniya Ukolova contra as norte-americanas Jennifer Fopma e Summer Ross. 

Pelo grupo E, as atuais campeãs do Circuito Mundial ,Juliana e Maria Elisa (CE/PE), despacharam as alemãs Ludwig e Walkenhorst por 2 sets a 0 (29/19 e 21/13), em 38 minutos de jogo. "Contra a Alemanha sempre é difícil, tem que manter a concentração porque elas têm variedade de golpes e uma ótima defesa", analisou Maria Elisa após a vitória que deixou a dupla na segunda colocação da chave.

Quem também se deu bem foi Ágatha e Bárbara Seixas (PR/RJ). As atletas, campeãs do SuperPraia 2015, venceram com facilidade as italianas Menegatti/Orsi Toth por 2 sets a 0 (21/19 e 21/18), em 44 minutos de ação. Com o resultado, as brasileiras avançaram em primeiro lugar do grupo D.

As duas representantes do país no grupo C avançaram à fase de mata-mata. Maria Clara e Carolina (RJ) ganharam da dupla norte-americana Walsh e Ross sem entrarem em quadra. A tricampeã olímpica Walsh sentiu uma lesão no ombro ainda na última quarta-feira e não reuniu condições de jogo. Assim, as filhas da técnica Isabel terminaram em primeiro na chave.

Além das irmãs Salgado, Lili e Carol Horta (ES/CE) fizeram contra as norte-americanas Lauren Fendrick e Brooke Sweat um dos jogos mais empolgantes do dia. Na base da superação, a dupla formada há dois meses venceu de virada as adversárias, por 2 sets a 1 (19/21, 22/20 e 15/9), em 55 minutos de jogo.

"A gente veio para dar o nosso melhor. É um time novo, a gente não teve tempo de treinar muito. Viemos direto para a guerra, logo de cara jogando o Circuito Mundial e passamos pelo Country quota, qualyfing, e agora da chave principal. Com muito companheirismo e entrega estamos evoluindo jogo a jogo", comemorou Lili.

A última dupla feminina a entrar em quadra pela fase de grupos foi Larissa e Talita (PA/AL). Em 32 minutos de jogo, as campeãs do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia Open 2014/15 venceram as eslovacas Natalia Dubovcova e Dominika Nestarcova por 2 sets a 0 (21/18 e 21/16). "No Mundial é sempre difícil, temos que manter a concentração e a variedade dos fundamentos. Hoje o bloqueio funcionou, mas também fizemos ótimas defesas", disse Talita.

Em 2015, o calendário do Circuito Mundial prevê cinco Grand Slams, três Major Series, dez Opens, o Campeonato Mundial e o World Tour Finals, que reunirá apenas os oito melhores times da temporada de cada gênero. Cada torneio possui pontuação e premiação distintas, mas serão distribuídos ao todo mais de 9,6 milhões de dólares.

Moscou já foi sede de nove etapas do Circuito Mundial e, desde 2008, recebe um Grand Slam por temporada. O Brasil lidera o quadro de medalhas na Rússia, que também já contou ao longo dos anos com etapas em São Petersburgo e Anapa. São 15 medalhas entre os homens (seis de ouro, quatro de prata e cinco bronzes) e 14 entre as mulheres (cinco de ouro, cinco de prata e quatro de bronze).

Os times vencedores da etapa de Moscou nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas. Logo após Moscou, ocorre o Major Series de Porec, na Croácia, de 2 a 6 de junho.