Banda Equatorial completa dois anos lançando seu 1º EP

Novas e antigas composições autoraisque marcará a turnê, no Teatro Margarida Schivasappa, a partir das 20h.


Por: Redação ORM News com informações da assessoria Em 29 de março, 2017 - 09h09 - Shows

O nome do EP Paná tem origem na língua Tupy, que, com a chegada do português em terras amazônicas, deu origem a palavra paneiro, o cesto amazônico por excelência, feito de talas de guarimã e traçado pelas mãos dos ribeirinhos. “O nome do EP traz a ideia de carregar sincretismo, misturas, simbolicamente como um paneiro que carrega sons, cores e sabores, dessa feira musical que é o grupo”, comenta o violonista da banda, Son Maximiana.

Foto: Divulgação

“O nosso ‘veropa’ nos remete a muitas origens, tanto econômicas como sociais, além de possuir uma imensa carga histórica. Paná nos remete a origens do paneiro, um item de grande peso simbólico dentro da nossa Amazônia. O nome surgiu da união do significado de feira as nossas origens, a nossa história”, completa a integrante Beatriz Santos.

O show terá participações especial da cantora Genessi Rodrigues, a percussionista Lorena Carvalho, Reebs Carneiro, no clarinete, Felipe Ricardo, no saxofone. Eduarda Falesi e Henrique Montagne também irão compor o espatáculo. O show de abertura fica por conta da banda Cais Virado, com os músicos Bruno Rabelo, Keila Monteiro, Raniery Pontes e Príamo Brandão.

O EP Paná traz quatro faixas chamadas “A Flor e a Calçada”, “O Mistérios das Enchentes”, “Vim Pra te Ver” e “La Sal”, e estará disponível apenas virtualmente, nas principais plataformas digitais Soundcloud, Spotify,Deezer e Youtube.

A turnê de lançamento do EP vem contribuir para fomentar a cena da produção musical autoral da capital paraense e mostrar que é possível desenvolver trabalhos independentes de forma autônoma e profissional. “Este projeto é mais uma atividade fomentadora para a constante renovação do cenário da música autoral paraense e como ação somadora ao que já vem sendo produzido por outros movimentos musicais independentes que estão semeados pela cidade de Belém', comenta a produtora da banda, Thamires Rafael.

A Feira Equatorial é formada pelos integrantes Son Maximiana no violão, Thalia Sarmanho no vocal, Pedro Nascimento, na guitarra, Beatriz Santos, nos sintetizadores, Yago Mathias, no baixo e Ismael Rodrigues, na bateria. As influências da banda dialogam com rock progressivo, a sonoridade da música mineira, o tropicalismo e com a música popular paraense. A trajetória da banda conta com participações em diversas produções. Em 2016, Son Maximiana e Thalia Sarmanho, a pedido do site Repórter gravaram uma composição especial chamada “Tudo Tupi no Tucupi”, em comemoração aos 400 anos de Belém. 

Serviços

Show de Lançamento do EP Paná

Data: Hoje (29)

Local: Teatro Margarida Schivasappa

Hora: 20h

Valor: R$ 5

Informações: (91) 983091558 / feiraequatorial@gmail.com, thamiresrafaelp@hotmail.com