Autores premiados estarão na Feira do Livro 2016

Nove autores vencedores do Prêmio Literário da FCP terão noite de autógrafos durante o evento


Por: O Liberal Em 24 de maio, 2016 - 08h08 - Dicas: livro e DVD

Os autores paraenses contemplados em 2014 pelo Prêmio Literário da Fundação Cultural do Pará (FCP) terão seus livros lançados durante a programação da Feira Pan-Amazônica do Livro, que será aberta na próxima sexta-feira, 27, e seguirá até o dia 5 de junho, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia.

Segundo a coordenadora de promoção editorial da Fundação Cultural do Pará, Elicéia Bastos, são nove autores que irão lançar os livros com bate papo e noite de autógrafos. “Durante a programação da Feira do Livro teremos a roda poética, em que os autores irão conversar com o público sobre o processo de criação e logo após, eles autografam sua obra no estande da Fundação Cultural do Pará”, informou. A coordenadora afirma, ainda, que entre as obras selecionadas estão: ensaio, dramaturgia, contos e literatura infantis.

A Fundação Cultural do Pará participará da Feira Pan-Amazônica do Livro com lançamentos de publicações e na programação oficial do evento. No espaço infantil, a Biblioteca Arthur Vianna leva teatro de fantoches e contação de histórias para as crianças. Na área cultural, a Orquestra Choro do Pará se apresentará no dia 28 de maio e o projeto Pará Caribe e K Ximbinho são atrações do dia 29, no auditório Benedito Nunes. No dia 3 de junho, a Companhia de Dança “Do Nosso Jeito” que trabalha com a questão da inclusão social, fará uma apresentação especial na Feira do Livro.   

IMPRENSA OFICIAL

Aproveitando o slogan da Feira, que vai homenagear a Terra como um país de todos, a Imprensa Oficial do Estado vai montar na XX Feira Pan-Amazônica do Livro um estante que terá como tema IOE Sustentável, onde serão utilizados materiais de uso diário da gráfica da autarquia.

“Resolvemos utilizar materiais como sobras de papel, chapas usadas, pallets e outros que podem ser reaproveitados e transformados em mesa, piso, estante e painéis para compor o estande”, enumerou o presidente da autarquia, Cláudio Rocha. Ele adiantou que o piso será construído em estrutura de pallets, revestido com lâminas de vidro, retro iluminado com uma rampa para acesso de cadeirantes. Um painel produzido com chapas usadas e revestido de páginas do Diário Oficial ocupará toda a altura e largura de uma das paredes. 

Na outra, duas estantes produzidas com pallets serão recostadas sobre a parede. O estande terá, ainda, uma mesa produzida com rolos de bobinas de papel da gráfica e pufs feitos com fardos de sobras de papel usado. A caixa coletora para arrecadar livros para o projeto Livro Solidário também será feita de paletes.

Para Cláudio Rocha, “a ideia nasceu da necessidade de economizarmos ao mesmo que tempo em que podemos reaproveitar a própria matéria-prima que dispomos em nossa gráfica e, nisso, colaborar para o meio ambiente”, finalizou.