Mais Acessadas

Após protestos, Seduc garante ensino modular em Abaetetuba

Comunidade escolar fechou a rodovia PA-252 na última segunda-feira


Por: Redação ORM News, com informações da Agência Pará Em 24 de março, 2017 - 09h09 - Região Metropolitana

Durante uma reaunião realizada ontem (24) entre Ministério Público e Secretaria Municial de Educação de Abaetetuba,  a Seduc (Secretaria de Estado de Educação) informou que o Some (Sistema Modular de Ensino) será mantido para estudantes do sexto ano do município. A medida valerá até que seja realizada a municipalização do ensino na região.

Na última segunda (20), integrantes da comunidade escolar de 21 localidades de Abaetetuba, nordeste paraense, fecharam rodovia PA-252 em protesto pedindo pela continuação do Some no sexto. Estudantes e professores alegaram que a retirada do sistema iria prejudicar o ensino, já que o um novo projeto previa videoaulas na grade escolar.

Na reunião, a Seduc se comprometeu em apresentar um projeto definitivo para atendimento educacional nas 21 comunidades. Além disso, a Secretaria também se propôs a acompanhar e assessorar a prefeitura municipal no processo de municipalização do ensino fundamental. 

O representante do Ministério Público de Abaetetuba, promotor de Justiça Frederico Freire, pediu que seja criada uma comissão para discutir a questão do Some e afirmou que vai cobrar um posicionamento da Prefeitura para integralizar o ensino fundamental. Cerca de 1.900 crianças e jovens, com idades de 11 anos, estudam em escolas municipais de 21 localidades de Abaetetuba.