Mais Acessadas

Após assalto, dois homens são baleados em Icoaraci

Um dos criminosos não resistiu aos ferimentos e morreu no local; dupla tinha acabado de assaltar uma escola


Por: Redação ORM News com informações de O Liberal Em 05 de abril, 2017 - 00h12 - Polícia

Dois homens, suspeitos de cometer assaltos, foram baleados no Distrito de Icoaraci na noite desta terça-feira (04). Um deles não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Eles foram perseguidos depois de invadir e assaltar uma escola.

Foto: Elivaldo Pamplona

Marcio Luís Barbosa Teixeira, 19 anos, não resistiu aos ferimentos. Ele foi baleado junto com o comparsa, um outro rapaz identificado apenas como Joel. O sargento Firmino Menezes, da 1° Companhia do 10° Batalhão da Polícia Militar (BPM) explica que os dois são suspeitos de invadir e assaltar a Escala Estadual de Ensino Fundamental São João Batista, localizado próximo a rua Padre Júlio Maria, ao lado da Igreja Matriz de Icoaraci. 

Os dois renderam os professores. O vigia da escola foi agredido e precisou receber atendimento médico, pois apresentava ferimentos na cabeça, resultado das coronhadas que recebeu. Os assaltantes trancaram as vítimas dentro da escola e saíram do local com objetos pessoais dos educadores. Entretanto, na fuga eles foram vistos. Sem perceber, a dupla passou a ser perseguida por dois homens em uma motocicleta. Márcio e Joel foram baleados já distante na escola, na esquina da rua Andradas com a Manoel Barata, no bairro do Ponta Grossa. 

Os familiares de Joel estiveram no local. Desesperados, tentavam manter o rapaz acordado até a chegada de uma ambulância de resgate do Samu. Ele foi socorrido e encaminhado para a unidade de pronto atendimento  ( UPA) de Icoaraci. 

Enquanto aguardava o resgate, os dois foram cercados por uma multidão de curiosos. Muitos moradores reconheceram os dois assaltantes por outros crimes. "Eles me assaltaram de moto hoje mesmo. Foi meio dia aqui na São Roque. Entraram em casa e levaram meu celular" diz uma vítima. Outra pessoa afirma que na semana passada foi agredida por um deles. "Eu corri, lembro que um deles - eu acho que foi o que sobreviveu - correu atrás de mim e me agrediu porque tentei fugir. Eles estavam demais. Sempre roubavam de moto", explica.