Mais Acessadas

Alunos do Pro Paz são selecionados para o Colégio Militar

A partir de 2017, está previsto um crescimento gradativo do número de alunos.


Por: Redação ORM News com informações da assessoria Em 21 de fevereiro, 2017 - 11h11 - Educação

Foto: Agência Pará

Cinco alunos do Pro Paz nos Bairros vão estudar no Colégio Militar de Belém (CMBel). As bolsas foram cedidas pelo colégio para a Fundação Pro Paz e os alunos foram selecionados por processo interno que avaliou histórico escolar e comportamento nos polos. Os cinco alunos selecionados receberão o apoio da Fundação Pro Paz para custear as despesas decorrentes do ingresso no colégio.

O Colégio Militar de Belém (CMBel) é o 13º Estabelecimento de Ensino do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB), que atende a 15 mil jovens em todo o País. Inaugurado no ano passado, onde funcionava a Escola de Governo do Estado do Pará. O CMBel é resultado de uma parceria entre o Exército Brasileiro, o Governo Estadual, a Prefeitura Municipal de Belém e parlamentares paraenses. 

A partir de 2017, está previsto um crescimento gradativo do número de alunos. Em sua plenitude, o Colégio Militar de Belém oferecerá vagas do 6º Ano do Ensino Fundamental ao 3º Ano do Ensino Médio, com um total de aproximadamente mil discentes.

Yasmim Mesquita, 11 anos, aluna do Pro Paz nos Bairros do Mangueirão há dois anos, foi uma das selecionadas. Sua mãe, Joseany Mesquita, 36 anos, disse que sonhava com a filha estudando no colégio militar e que graças à Fundação pode tornar isso realidade. “Quando eu soube que iria inaugurar uma escola militar em Belém eu queria muito matricular ela, mas ela teria que fazer várias provas e teriam vários custos que não podíamos arcar. Quando fiquei sabendo das vagas para o Pro Paz e que ela foi selecionada fiquei muito feliz. Tenho certeza que isso será muito importante para a vida dela”, afirmou.

João Paulo, 11 anos, foi outro selecionado. Ele é aluno do polo do Pro Paz nos Bairros da UFPA há cinco anos e está ansioso para o início das aulas. “No polo do Pro Paz aprendi a respeitar, a me comportar e levei isso para a escola e assim minhas notas aumentaram. Sei que isso foi importante na minha seleção. Meus pais estão muito felizes por eu ter conseguido a vaga. Quero enchê-los de orgulho”, contou.

“Os princípios seguidos no Colégio Militar ajudam também a forjar uma sociedade com valores e princípios de paz como os que buscamos em nossos polos. É uma escola de referência em vários estados. Conseguimos estas vagas para estes alunos e esperamos conseguir mais através desta parceria. A Fundação Pro Paz trabalha em uma lógica integrada que estenda os serviços do Estado para os alunos e para as suas famílias, gerando assim novas oportunidades e mudanças de vida”, afirmou o presidente da Fundação Pro Paz, Jorge Bittencourt.