Mais Acessadas

“Acabo com o Chimbinha”

Pai de Natalia Sarraff fica revoltado ao saber de suposto abuso


Em 29 de outubro, 2015 - 01h30 - Polícia

O motorista Beto Sarraff, pai de Natalia, diz que a cantora Joelma “faltou como mãe”

A polêmica revelação que Natalia Sarraff, de 25 anos, filha de Joelma, fez sobre Chimbinha, acusando o guitarrista da banda Calypso de tê-la assediado quando ela tinha 12 anos, já chegou aos ouvidos do pai da jovem, que mora no Amapá. Em conversa com o Extra, ontem, o motorista Beto Sarraff afirmou que desconhece o caso, mas que ficou chocado ao saber da polêmica pela imprensa. Ele contou que a filha sempre ligava para ele pedindo socorro, reclamando do padrasto, e disse que, caso a história se confirme, não medirá esforços para fazer justiça e “acabar com Chimbinha”.

“Ela sempre me ligava chorando, reclamando do Chimbinha. Eu sabia que ela não tinha uma boa relação com ele. Mas ela nunca me disse o que acontecia de fato. Se ele realmente abusou da minha filha, eu nem sei o que eu sou capaz de fazer. Fico todo arrepiado só de pensar. Vou me informar sobre isso e, se for verdade mesmo, quero justiça. Eu acabo com ele”, disse Beto, revoltado.

Apesar de morar longe de Natalia, Beto afirmou que nunca deixou de ser presente na vida da jovem, que foi criada pela avó paterna até os 15 anos. Na opinião dele, Joelma é tão responsável quanto Chimbinha no caso do suposto assédio. “Falo com minha filha direto, e ela nunca me contou isso. Se isso realmente aconteceu, a Joelma é tão responsável quanto ele. Se isso aconteceu, foi debaixo do nariz dela. Ela deveria ter prestado mais atenção nisso e tomado uma atitude. Para mim, ela faltou como mãe. E eu não vou admitir isso”.

Beto contou que conheceu Joelma na adolescência e que ela engravidou aos 15 anos. Segundo ele, os dois chegaram a morar juntos, mas o casamento foi marcado por muitas brigas e ciúmes da parte da cantora. “Ficamos juntos por quatro anos. Mas a gente brigava muito. Ela era muito ciumenta e fazia muito barraco. Teve um dia que eu cheguei em casa e encontrei minhas roupas todas espalhadas e rasgadas com faca. Um amigo meu me disse, na época, que se a gente não se separasse, ela ia acabar me matando”, disse Beto, que está casado e tem outro filho, de seis anos.

Após a separação, o motorista nunca mais teve contato com Joelma. “Eu só acompanho o que sai na mídia, e vejo que ela não mudou nada, só ficou rica... Joelma é uma pessoa muito difícil de lidar, muito ciumenta. Não tenho nada contra eles, só quero que eles parem de fazer mal a minha filha. A Natalia sempre procurou não depender deles para nada, sempre batalhou sozinha. Quando ela precisava de dinheiro, ela pedia a mim e para a avó dela. Nunca procurou a mãe. Não é justo que façam mal a ela”.

Segundo assessoria, Joelma soube de tudo após a separação

De acordo com o G1 Pará, a assessoria de Joelma informou ontem que a cantora só soube que a filha, a também cantora Natalia Sarraff, havia sido abusada por Chimbinha após a separação do casal. Por meio de nota, a assessoria de Chimbinha disse que ele nega as informações divulgadas por Natalia e que irá tomar medidas judiciais cabíveis para preservar a imagem dele.

O abuso supostamente ocorreu quando Natalia tinha 12 anos, e foi revelado por ela para uma amiga durante um bate-papo no WhatsApp, que acabou caindo na internet. “Eu o tinha como um pai, desde que certa noite acordei com ele me apalpando, isso eu tinha mais ou menos 12 anos ou menos, não lembro, só lembro que foi em uma das minhas férias que passei com eles” (sic), diz a mensagem.

A assessoria de Joelma confirma que a mensagem é autêntica e que a revelação foi um momento doloroso para a família. A advogada de Joelma está avaliando se tomará medidas legais sobre o caso.

Natalia Sarraff foi procurada pelo G1 para comentar o caso, mas não atendeu as ligações. Segundo a assessoria de Joelma, as duas tinham uma relação distante, mas estão retomando o contato após o fim do casamento da cantora.

Leia a matéria completa no Amazônia, já nas bancas.