Mais Acessadas

Indiozinhos atraem atenções durante Jogos


Por: Redao Online Em 18 de agosto, 2005 - 16h04 - Amazônia

Redação Online
De Altamira

Uma semana de jogos, quase 700 índios de 20 etnias disputando diferentes modalidades tradicionais ou não tradicionais dos indígenas. Tudo isso durante a programação dos II Jogos Tradicionais Indígenas do Pará, em Altamira, no sudoeste do Estado.

Parecendo indiferente a tudo isso, as crianças índias se ocupam brincando. Apenas quando os pais ou alguém da tribo está jogando é que os olhares se voltam para a arena. Terminada a disputa, recomeça a brincadeira.

A tribo Guarani foi uma das que mais trouxeram crianças para os Jogos, um total de dezenove. Entre elas, uma indiazinha tem chamado a atenção desde a abertura. É a pequena Qretxuia, de cinco anos. É a única índia albina nos Jogos. Tímida, ela apenas conversa com quem é de sua tribo. 'Ela tinha vergonha por ser diferente, mas aos poucos já está se soltando. Hoje ela já brinca mais, sabe que faz parte de nossa tribo', conta a mãe, Ivaneide Guarani.

Na segunda-feira, Qretxuia entrou na arena acompanhada de outras crianças e de alguns adultos, para uma apresentação cultural. Com um olhar desconfiado, ela apenas sorri quando perguntam o que mais gosta de fazer. A mãe responde. 'Ela adora cantar, é quando mais se diverte. Aqui ela está um pouco sem graça, mas é bom trazer, para ela sentir tudo', disse.

Durante os Jogos, na arena, as crianças ficam fora dos holofotes. Porém, cada ação delas, seja uma gargalhada, um choro, um grito ou o silêncio contemplador, sempre tem alguém na platéia observando...admirando.

A beleza das crianças indígenas não está somente nos traços físicos, mas também na espontaneidade. Todas as tardes elas se divertem. Uma garrafa plástica vira brinquedo de atirar a tampinha. Elas parecem nunca cansar, mas ao cair da noite finalmente param, procuram as mães e apagam em sono, no colo.

Não importa a tribo, a relação pais e filhos é sempre carinhosa. Impossível ver uma bronca mais dura e é inadmissível entre as etnias qualquer tipo de agressão. Os Jogos Tradicionais provam que são, também, um verdadeiro aprendizado cultural.