Mais Acessadas

Cultura indígena em exposição


Por: Redao online Em 16 de agosto, 2005 - 12h12 - Amazônia

Redação Online
De Altamira

Antes ou depois de conferir a cultura indígena na arena onde acontecem os II Jogos Tradicinais Indígenas do Pará, o público tem a chance de continuar aprendendo a admirar os índios, através da exposição fotográfica 'Arte Indígena', dos fotógrafos Carlos Silva e João Ramid.

A mostra foi aberta no domingo (14) e deve contar com cerca de quatro mil visitantes. É o que espera a coordenadora dos Jogos, Ana Júlia Chermont. A exposição conta com dois momentos, ambos dentro da oca onde foi instalada: as imagens e a cinemateca, que exibe documentário sobre a arte 
indígena. 'O vídeo também tem chamado a atenção das pessoas,
principalmente das crianças. As fotos são um tabalho belíssimo e que garante um atrativo a mais aos Jogos', afirma Ana Júlia.

A idéia de realizar uma exposição fotográfica veio no ano passado, durante a primeira edição dos Jogos Indígenas, quando houve a exposição do fotógrafo 
francês Sérgio Guiraud. A programação trouxe imagens dos índios Zo'e, que se mantém isolados. No ano passado, a exposição ultrapassou a marca dos três mil visitantes.

Na oca os visitantes poderão apreciar 42 fotos, sendo 38 do fotógrafo Carlos Silva e quatro de João  Ramid. As fotos mostram dierentes objetos e utensílios indígenas, mas também imagens dos próprios índios.

Nove tribos foram fotografadas. As fotos de Carlos Silva foram produzidas em 2004. Para este ano, o fotógrafo já tem novos planos. 'Fui convidado pela 
tribo Gorotiri e em setembo vou acompanhar a cerimônia de caça deles, onde passam cerca de 40 dias na mata, longe da aldeia. Isso nunca foi registrado antes', revela. Experiência para lidar com as tribos, ele possui. Afinal, são sete anos trabalhando com os índios. Carlos já levou duas exposições sobre o tema para quatro capitais brasileiras: Porto Alegre, Florianópolis, Brasília  e São Paulo. Em outubro, o fotógrafo irá também cobrir os Jogos Indígenas Nacionais, que acontecem em Fortaleza.

A exposição fotográfica fica aberta todos os dias durante os Jogos Indígenas e funciona à partir das 14 horas. A exibição dos vídeos não tem horário fixo, já que são mostrados em sequência. A exposição tem o patrocínio da Companhia Vale do Rio Doce.