Mais Acessadas

Desafio Natura Campus busca novo ingrediente insolúvel em água e óleo

Iniciativa busca maior índice de redução do impacto ambiental em ingrediente para óleos trifásicos


Em 04 de setembro, 2013 - 16h04 - Negócios

Estão abertas as inscrições para o novo Desafio Natura Campus, iniciativa de inovação aberta que promove, por meio de redes colaborativas, a interação da Natura com pesquisadores da academia, de empresas e demais integrantes da comunidade científica em prol de avanços tecnológicos e projetos de pesquisa nos temas de inovação da Natura.

“O desafio, realizado periodicamente, é uma forma da empresa estimular a criação de projetos em colaboração, a fim de gerar conhecimento novo e mais relevante, construído de forma compartilhada e que agregue valor tanto para a Natura quanto para a sociedade como um todo”, explica Luciana Hashiba, gerente de Gestão de Portfólio e Redes.

Para esta edição, a Natura busca, em substituição ao hexilenoglicol, uma molécula de origem vegetal e de baixo impacto ambiental que seja insolúvel em óleo e água, para sua separação. Esse ingrediente será utilizado em uma das fases dos óleos trifásicos da marca.

Os óleos trifásicos da Natura são desenvolvidos com ingredientes de diferentes densidades para formar as três fases (água, solução glicólica e óleo). Atualmente, o hexilenoglicol é utilizado na fase intermediária do produto.

A proposta será avaliada em etapas sequenciais de acordo com critérios como benefícios e maturidade da tecnologia apresentada, tempo necessário para a disponibilização da tecnologia, potencial de aplicação, vegetalização, processo de obtenção e impacto ambiental.

O projeto pode ser uma tecnologia pronta, em fase de desenvolvimento, ou uma proposta de pesquisa. Os participantes receberão, por meio do e-mail cadastrado, resposta com a avaliação do material enviado. Os autores dos projetos mais bem classificados serão convidados a visitar a Natura, conhecer o processo de desenvolvimento de produtos e interagir com os pesquisadores da empresa.

As inscrições podem ser feitas pelo site www.naturacampus.com.br e as propostas enviadas até o dia 22 de outubro de 2013. Não há limite de número de projetos inscritos por pessoa.

Em 2012, a Natura destinou R$ 158,9 milhões de sua receita líquida para inovação e lançou 104 itens. A empresa acredita no modelo de inovação aberta com parcerias no país e no exterior, e investiu R$ 6 milhões, recentemente, em novos projetos por meio de Chamada do programa Natura Campus.

Atualmente, a Natura possui centros de Pesquisa e Desenvolvimento em Cajamar (SP) e Benevides (PA), um centro de conhecimento em Manaus (AM) – Núcleo de Inovação Natura na Amazônia (NINA) – e HUB USA (Boston e NY). O índice de inovação da empresa, nos últimos dois anos, é de 67,2%.

Histórico - Em março deste ano, a Natura lançou o Desafio Natura Campus sobre embalagens flexíveis. A empresa buscou soluções para viabilizar a reciclagem de embalagem flexível do tipo stand-up pouch (utilizada na marca SOU) e desenvolver novas propostas para a evolução da embalagem, mantendo seus pontos positivos e solucionando seus desafios.

Mais de 650 pessoas acessaram a página do Natura Campus e 17 propostas foram recebidas. O projeto “Isolamento e seleção de bactérias produtoras de plástico biodegradável”, de Fernanda Matias, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), em Mossoró/RN, foi reconhecido por sua abordagem inovadora, envolvendo novos materiais e potencial biodegradável. Fernanda vai participar do Sustainable Packaging Forum, em St. Petersburg, nos Estados Unidos, entre os dias 08 e 10 de outubro de 2013.

Sobre a Natura - Fundada em 1969, a Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza e líder no setor de venda direta no Brasil, com uma receita líquida anual superior a R$ 6,3 bilhões.  A companhia conta com quase sete mil colaboradores, que atuam nas operações do Brasil, Argentina, Chile, México, Peru, Colômbia e França. A paixão pelas relações fez a companhia adotar a venda direta como modelo de negócios e atualmente reúne mais de 1,5 milhão de consultoras, que disseminam a proposta de valor da empresa aos consumidores.

A Natura acredita na inovação como um dos pilares para o alcance de um modelo de desenvolvimento sustentável. No ano passado, destinou R$ 158,9 milhões em inovação e lançou 104 itens. Este investimento fez com que a empresa atingisse um índice de inovação, percentual da receita proveniente de produtos lançados nos últimos dois anos, de 67,2%. Por conta da atuação consistente ao longo de anos num comportamento empresarial alinhado com a sustentabilidade, a Natura foi eleita, pelo segundo ano consecutivo, como a segunda empresa mais sustentável do mundo - e primeira do hemisfério sul - no ranking Global 100, da organização canadense Corporate Knights.