Notícias


29 de abril, 2013 - 10h48 - Belém

Acidente de avião em Belém: piloto e mais três seguem internados

Paulo Cancela, que teve o braço amputado e rosto desfigurado, é o único que permanece em estado crítico


Três dias depois do acidente do avião monomotor, modelo Cessna 210L, que fez um pouso forçado na área gramada do elevado Daniel Berg, na Avenida Júlio César, em Belém, o piloto, Paulo Cancela é o único que segue em estado crítico na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência após ter passado por mais de 10 horas de cirurgia. Além dele, mais três pessoas, sendo os dois bebês, continuam em observação.



Em relação a Paulo Cancela, que teve o braço direito amputado e o rosto totalmente desfigurado, a situação, de acordo com a delegacia do próprio hospital, é instável.

O mesmo não acontece com o vereador Angelino Augusto Cardoso Lobato, que sofreu um traumatismo no tórax, e com o bebê de quatro meses, filho de Ana Maria Cavalcante. Os dois estão somente em observação, com quadro estável. O outro bebê hospitalizado após o acidente, filho de Deyse Lima - que morreu antes de chegar ao hospital -, foi transferido na noite da sexta-feira (26), data do acidente, para o Hospital Geral da Unimed, onde segue internado em observação.

Ana Maria Cavalcante, Dirce Furtado e Juliane Silva receberam alta médica ainda na noite da sexta-feira (26).

Entenda - O acidente aconteceu às 9h20 da manhã da sexta-feira (26), após um avião monomotor, modelo Cessna 210L, fazer um pouso forçado na área gramada do elevado Daniel Berg, na Avenida Júlio César, na capital paraense.
 
O avião partiu do município de Chaves, na ilha do Marajó. As oito pessoas que estavam no avião, dois homens, quatro mulheres e duas crianças, foram internadas no hospital. Uma das mulheres não resistiu aos ferimentos e morreu.

Redação Portal ORM
Foto: Bruno Magno (Portal ORM)



Anuncie Assinante Fale Conosco Expediente Cadastre-se