Mais Acessadas

Campeão olímpico confirmado no GP Brasil Caixa/Governo do Pará

Michael Mathieu vem correr os 200 m no Mangueirão, no GP que abre o Brazilian Athletics Tour 2013


Em 04 de abril, 2013 - 14h02 - Atletismo

O primeiro astro confirmado para a edição 2013 do 'Grande Prêmio Brasil Caixa/Governo do Pará de Atletismo', que será disputado em 12 de maio próximo, é o representante das Bahamas, Michael Mathieu. Campeão olímpico do revezamento 4x400 m nos Jogos de Londres, em agosto de 2012, Michael Mathieu vem tentar a segunda vitória seguida no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão.

Isto porque, no ano passado, Mathieu brilhou no Mangueirão: foi o grande nome do Meeting, ao vencer os 200 m com 20.16, derrubando um recorde de seu país que vigorava há uma década.

Trinta mil pessoas, que foram ao Estádio ver o GP, no dia 6 de maio, aplaudiram o velocista das Bahamas. Antes, Mathieu estivera em Belém em 2010, quando venceu os 400 m, com 45.56.

Aliás, em 2012 a passagem de Mathieu pelo Brasil foi impressionante. Além de quebrar o recorde das Bahamas nos 200 m em Belém, ele ainda venceu os 100 m em Fortaleza, com 10.30 (recorde pessoal), e os 400 m em Uberlândia, com 45.06 (recorde do GP).

Michael Mathieu, que tem 28 anos, nasceu em 24 de junho de 1984. Em Londres 2012, ele foi campeão olímpico do 4x400 m correndo ao lado de Chris Brown, Demetrius Pinder e Ramon Miller. O quarteto venceu a prova com 2:56.72.

O GP Brasil Caixa/Governo do Pará abre o 'Brazilian Athletics Tour 2013', principal circuito do Atletismo na América Latina, que terá ainda outros dois Meetings: o 'GP Caixa/Sesi' em Uberlândia, no dia 16 de maio, e o 'GP Caixa/São Paulo', na capital paulista, no dia 19.

'Michael Mathieu é o primeiro grande nome confirmado, certamente outros competirão em Belém e nos Meetings de Uberlândia e São Paulo', disse o presidente da CBAt, Toninho Fernandes. O dirigente lembrou que o público paraense poderá, mais uma vez, assistir a um grande evento graças ao convênio da CBAt e da CAIXA com o Governo do Estado do Pará.

Fonte: CBAt