Mais Acessadas

Nível do Rio Acre cai e Defesa Civil decreta estado de monitoramento e observação

Hoje (14), o rio atingiu a marca de 12,74 metros


Em 14 de fevereiro, 2013 - 20h08 - Amazônia

O nível da água do Rio Acre teve uma queda, após dar sinais de que poderia transbordar nas últimas 48 horas. Hoje (14), o rio atingiu a marca de 12,74 metros, o que levou a Defesa Civil da capital acriana a deixar a situação de alerta e entrar em estado de monitoramento e observação. "Agora que a situação melhorou é só ficar em observância e torcer para ficar assim", disse George Luiz Santos, coordenador municipal da Defesa Civil.

A medição do rio chegou a 14,12 metros na segunda-feira (11) e que levou a Defesa Civil da capital acriana a executar o plano de contingência para os casos de cheias e a retirar famílias de bairros ribeirinhos como o Airton Sena, Baixada Habitasa e o da Base.

Por enquanto, o número de famílias retiradas de suas casas continua o mesmo, seis famílias – 27 pessoas – e estão abrigadas no Parque de Exposições Agropecuária Castelo Branco, em Rio Branco.

Santos disse que municípios do Alto Acre, onde os riscos de enchentes são maiores como, Assis Brasil, Brasiléia e Xapuri, apresentam situação de normalidade para esta época do ano. Ele acrescentou que em Brasiléia é possível constatar queda no nível do rio. Devido ao período, a vazante não indica que será contínua.

Em 2012, ano da maior cheia da história do Acre, Brasiléia foi a cidade mais afetada de todo estado. O município de 21.398 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), teve cerca de 6 mil pessoas afetadas. Toda parte baixa da cidade foi alagada. Em alguns pontos próximos ao rio, lojas e casas de Brasiléia foram totalmente cobertas.

Fonte: Agência Brasil