Mais Acessadas

Telefonia celular e cartões de crédito são campeões de reclamações

Mais de 1,5 milhão de brasileiros procuraram Procons de todo o país para reclamar dos serviços


Em 24 de dezembro, 2012 - 15h03 - Brasil

Em 2012, aumentou o número de consumidores insatisfeitos no Brasil. Foram mais de 1,5 milhão de queixas, e mais uma vez as operadoras de telefonia celular e de cartões de crédito foram as campeãs de reclamações. O número de queixas cresceu 20% em relação a 2011, segundo o Sistema Nacional de Informação e Defesa do Consumidor.

Por duas vezes, o técnico de informática Márcio Araújo trocou de operadora de telefonia celular e precisou ter paciência. Cobranças a mais, serviços prometidos e não cumpridos. Ele reclamou e, dois meses depois, a surpresa:  o nome dele foi parar no Serviço de Proteção ao Crédito. 'Veio o valor correto, paguei, mas meu nome ficou lá de uma maneira indevida', declara.

Olívia Freitas tinha até planos para usar as vantagens oferecidas por pontos acumulados com as compras no cartão de crédito, mas o banco responsável foi comprado por outra instituição financeira. Sem maiores explicações, o bônus desapareceu. 'A gente ia viajar no final do ano com os meus pontos, quando eu fui ver não tinha ponto nenhum. Eu utilizava meu cartão para acumular pontos e eles desapareceram', afirma.

Em casos assim, o melhor caminho é sempre tentar resolver o problema direto com a prestadora de serviço. Procurar a Justiça deve ser o último recurso alerta o advogado Ronaldo Gotlib. 'A Justiça tem promovido muitos multirões de acordos, então as pessoas têm conseguido compor o problema. Agora, é claro que se a pessoa conseguir resolver o problema junto a empresa, o processo é bem mais rápido pra todo mundo', diz. 

O Jornal Hoje entrou em contato com o Sindicato das Operadores de Telefonia Celular e com a Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito, mas ninguém foi encontrado.

Fonte: Jornal Hoje